Grupo político ligado ao Flamengo emite comunicado detonando gestão de Rodolfo Landim

Nesta terça-feira (01), o Flamengo encara o Racing, pelo jogo de volta das oitavas de final da Copa Libertadores. Às vésperas do confronto decisivo, a disputa política nos bastidores do clube veio à tona. O grupo de associados “SÓFLA”, oposição da atual gestão do Mais Querido, emitiu um comunicado nas redes sociais criticando a administração de Rodolfo Landim, que, segundo eles, acumula sucessivos equívocos à frente do Rubro-Negro.

No comunicado, o grupo de associados afirmou que as ações do presidente do Flamengo representam um retrocesso em relação a profissionalização da gestão anterior, que reestruturou o clube. Dentre as críticas, o “SÓFLA” elencou erros como da incapacidade de manter a qualidade do gramado do Maracanã, critérios duvidosos nas escolhas de profissionais do clube e a indicação equivocada do vice-presidente de esportes olímpicos.

VEJA A PUBLICAÇÃO:

Com o lema “Fortalecer, apoiar e proteger o Flamengo”, o ‘SÓFLA’ foi constituído em 2010, com o objetivo de colocar em prática atitudes que contribuam para o fortalecimento do Clube da Gávea. Porém, em 2018, a chapa rosa, do candidato Ricardo Lomba e capitaneada pelo grupo de associados, perdeu a eleição para Rodolfo Landim e se envolvou em polêmica que virou caso de polícia.

Na época, integrantes do “SÓFLA” fizeram pesquisas e postagens nas redes socais com intuito de induzir os sócios do Flamengo a não votarem em Rodolfo Landim. Posteriormente, o caso foi confirmado pela polícia e o grupo se manisfestou assumindo o erro e demitindo os responsáveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui