Tannure alfineta médico da CBF: “Lesão de Pedro não é leve”

Em entrevista, Márcio Tannure criticou a CBF por conta da situação de Pedro. Com grande evolução, o atleta pode ficar à disposição na Libertadores

Por conta da grande sequência de partidas, os clubes do futebol brasileiro vem convivendo com muitos atletas lesionados. Nomes importantes e titulares acabam sendo entregues ao departamento médico e preocupam. No Flamengo não é diferente e o clube vai tendo que se virar com o elenco de qualidade para não sofrer nas próximas partidas.

Um nome que ganha a atenção especial é o de Pedro, um dos principais destaques na atual temporada, que se recupera de uma lesão muscular na coxa direita sofrida quanto estava com a seleção brasileira. No treinamento na última quinta-feira (26), o artilheiro realizou um trabalho de transição e se aproxima de um retorno.

No entanto, apesar da recuperação o departamento médico do Fla não está feliz com a conduta da CBF. Em entrevista nessa sexta-feira (27), o chefe do departamento médico, Márcio Tannure, se mostrou incomodado com Rodrigo Lasmar, médico da CBF, que disse que a lesão de Pedro era pequena e não seria grave.

“O Pedro teve uma lesão de grau 2, não é leve. No músculo adutor. Estamos trabalhando pra ele estar no jogo na terça. Não sei quem disse, mas ele não teve uma lesão de grau leve”, pontuou. Com a evolução, o linha de frente tem chances de estar à disposição na próxima terça-feira (01), no confronto diante do Racing, pelo jogo de volta das oitivas de final da Libertadores.

Por fim, o médico lamentou também as ausência de Rodrigo Caio e Arrascaeta, que se machucaram servindo suas seleções: “Rodrigo Caio se lesionou na Seleção. Pedro se lesionou na Seleção. Arrascaeta foi na Seleção. Infelizmente temos que responder por algo que a gente não controla. Não temos dúvida que a gente preza pela excelência. A diretoria me cobra isso”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui