Flamengo perde patrocínio de R$ 4 milhões após vice acusar Rodolfo Landim

Empresa telefônica estampava a camisa do time de vôlei do clube

(Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

A empresa telefônica TIM cancelou um patrocínio de R$ 4 milhões ao Flamengo. O motivo, segundo informações do colunista Demétrio Vechiolli, teria sido que o destino desse dinheiro havia causado a renúncia de Delano Franco do cargo de vice-presidente do clube rubro-negro.

O ex-dirigente do clube acusa Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, de não repassar esse recurso, do projeto Fla-Vôlei, ao time de vôlei Sesc-RJ/Flamengo, que disputa a Superliga Feminina e tem a marca da TIM no seu uniforme, dentro do número nas costas da camisa.

Leia também: “Substituto ideal de Pablo Marí”; torcida do Fla faz campanha na internet para contratação de zagueiro paraguaio

No entanto, Landim nega que o Flamengo tenha assumido esse compromisso. “O Flamengo está cumprindo rigorosamente o contrato feito com o técnico”, disse a diretoria, em nota, afirmando que “paga religiosamente o valor acordado à empresa do Bernardinho, fornece material esportivo e espaço para treinamento na Gávea e cede sua imagem para a empresa o que aumenta bastante o poder de atração para outros patrocínios serem fechados pela empresa do técnico”.

Ainda de acordo com informações da coluna, a declaração feita pelo mandatário do clube, teria desagrado Bernardinho, técnico do vôlei do Flamengo. Seu clube emitiu nota dizendo que continuará “a cumprir nossas obrigações sejam elas objeto de instrumentos contratuais ou de acordos verbais”, numa indireta a Landim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui