Conmebol denuncia Natan e Thuler, do Flamengo, por expulsões contra o Racing

Caso de Natan é mais complicado, e zagueiro pode pegar suspensão de dois jogos ou um mês. Ele nega que tenha xingado o árbitro na partida

Expulsos contra o Racing na partida de ida das oitavas de final da Libertadores, os zagueiros Natan e Thuler foram denunciados pela Conmebol. A entidade abriu processos disciplinares contra os dois, que já cumprirão suspensão automática no duelo de volta, na próxima terça-feira.

O caso de Natan é o mais complicado. Ele foi expulso no banco de reservas. Segundo o árbitro da partida escreveu na súmula, o zagueiro proferiu a frase “árbitros filhos da p…”. O defensor, porém, usou as redes sociais para negar qualquer ofensa.

– Gostaria de me posicionar deixando claro para todos que em nenhum momento xinguei o juiz. Quem me conhece sabe que jamais iria fazer isso ou algo do tipo, mas Infelizmente fui escolhido aleatoriamente pra receber o vermelho, que me deixou fora da próxima partida. Peço desculpas a todos, mesmo sem entender até agora tudo que aconteceu. Estou triste com o cartão, mas bola para frente, seguir firme e trabalhando – disse o zagueiro.

Leia mais: Expulso no banco do Flamengo, Natan nega xingamento a árbitro: ‘Me escolheu aleatoriamente’

Natan foi enquadrado no artigo 16.2 do Código Disciplinar da Conmebol. Ele pode ser suspenso por, no mínimo, duas partidas ou por um período de um mês.

Thuler foi expulso no segundo tempo, após revisão do árbitro de vídeo, por uma entrada de carrinho considerada de força excessiva. Ele foi enquadrado no artigo 16 do Código Disciplinar da Conmebol, que prevê “suspensão de ao menos uma partida”.

O Flamengo também foi denunciado pela Conmebol, devido a um atraso de dois minutos para voltar ao campo para o segundo tempo. O clube tem até terça-feira para apresentar sua defesa nos três casos à Conmebol.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui