Braz sobre Pedro: “Tenho certeza que vamos achar um jeito de exercer esse direito de compra”

FOTO: MAURÍCIO ALMEIDA/AM PRESS/LANCEPRESS!

O Flamengo começou 2020 a todo vapor, afinal, veio da conquista da Libertadores e do Brasileirão no ano anterior. Para manter o time lá no topo, o rubro-negro se reforçou para tal nesta temporada. Desses novos contratados, o centroavante Pedro é quem mais se destacou positivamente. O jogador aproveitou as oportunidades que recebeu e se tornou um dos principais atacantes do futebol brasileiro, inclusive  convocado para Seleção Brasileira. Porém, o jogador chegou por empréstimo e o mesmo está se encerrando, no entanto, o Flamengo tem otimismo na permanência do camisa 21 no Rubro-Negro.

O empréstimo acaba no dia 31 de dezembro. Até essa data, o clube carioca tem prioridade na compra do atleta. O vice de futebol Marcos Braz, em entrevista concedida  ao programa Arena SBT, disse ter certeza que o clube carioca vai comprar o atacante, que pertence atualmente à Fiorentina, da Itália. O rubro-negro se movimenta nos bastidores para garantir a permanência do atleta.

“O Flamengo tem interesse no Pedro, nós já estamos se movimentando nesse sentido. Eu tenho certeza absoluta que vamos achar um caminho para exercer esse direito de compra que temos até o dia 31 de dezembro. Tem que ter tranquilidade, pois as grandes contratações que o Flamengo fez foram todas assim. O Rafinha levou seis meses, o Filipe Luís um tempo enorme, o Gabigol na última vez foram nos últimos dias da janela” – declarou Braz, que não parou por aí.

“O Pedro a gente vai fazer de tudo possível para que tenhamos este jogador por mais quatro ou cinco anos no Flamengo. Vamos aguardar, não posso confirmar isso, mas o que posso falar é que estamos trabalhando muito para que, mesmo com todas as dificuldades, possamos contratar este jogador”, encerrou.

Para ter Pedro em definitivo, o Flamengo vai desembolsar 14 milhões de euros. O método será oficializado em seis parcelas. A primeira quantia terá que ser paga no fim do primeiro trimestre de 2021. A partir daí, será feito um depósito de 2,35 milhões de euros a cada seis meses aos italianos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui