Na ponta do lápis: queda precoce na Copa do Brasil aperta negócios por Pedro, Thiago Maia e Diego Alves

Após as derrotas nos dois jogos, o Flamengo acabou sendo eliminado pelo São Paulo nas quartas de final da Copa do Brasil. A competição de mata-mata tem uma importância financeira enorme por conta das premiações de cada fase. O Rubro-Negro projetou o orçamento de 2020 com a garantia de que chegaria até a final, com isso, devido à queda precoce, as negociações com Pedro, Thiago Maia e Diego Alves podem ser prejudicadas.

Vale destacar que é natural que os clubes tracem metas antes do início de cada competição para o esboço financeiro. O Flamengo, no entanto, foi mais ousado este ano e visou a chegada até a final da Copa do Brasil. Desta forma, com a eliminação antes do planejado, o Rubro-Negro sofre com um rombo de R$ 29 milhões. Este valor e entre outros seria investido em questões tratas como prioridade pelo departamento de futebol do clube carioca.

PEDRO E THIAGO MAIA, AMBOS POR EMPRÉSTIMO, SÃO SONHOS DE CONSUMO DO FLAMENGO

O Flamengo tem o interesse de contratar Pedro em definitivo, porém precisa desembolsar 14 milhões de euros para isso – cerca de R$ 90 milhões na cotação atual. O clube carioca corre contra o tempo, visto que o empréstimo do atacante se encerra em 42 dias. A situação de Thiago Maia é semelhante, o volante custará cerca de R$ 38 milhões aos cofres rubro-negro, no entanto, o Fla tem um pouco mais de tempo, já que o vínculo é até junho de 2021.

QUESTÃO FINANCEIRA É O ÚNICO ENTRAVE ENTRE GOLEIRO E FLAMENGO

Diego Alves vive uma situação mais delicada. O contrato do goleiro se encerra no fim deste ano, porém as partes já conversam há meses e não entram em acordo. Isso porque, há uma discordância entre Ninho do Urubu e Gávea. Após Marcos Braz e Bruno Spindel acordarem com os valores pedidos pelo camisa 1, o financeiro do Flamengo não concordou e barrou a negociação. Desta forma, com 42 dias de contrato restante, Diego Alves vive um impasse com o Mais Querido.

Além do valor projetado com o título da Copa do Brasil, o Flamengo sofreu prejuízo devido à pandemia que atingiu diretamente o calendário do futebol brasileiro. Com a ausência de público no estádio, o Rubro-Negro perdeu os milhões que são arrecadados anualmente nas bilheterias. Sem essas quantias, o Mais Querido terá de pensar em uma forma de efetuar os negócios envolvendo Pedro, Thiago Maia e Diego Alves.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui