Dirigente do Flamengo adota tom de pessimismo sobre permanência de Diego Alves

Contrato do goleiro com o Flamengo se encerra no dia 31 de dezembro; por ora, goleiro não deve permanecer

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

O tão badalado Flamengo vem perdendo força a cada rodada que passa. Para piorar, nesta quarta-feira (18), o Rubro-Negro voltou a ser derrotado pelo São Paulo, no Morumbi. Em menos de um mês, o clube carioca perdeu os últimos três confrontos para a equipe paulista. Mas dessa vez, o revés que culminou na eliminação do Mais Querido da Copa do Brasil pode fazer com que o Mengão tenha que se desfazer de um de seus melhores jogadores na última temporada.

Trata-se do goleiro Diego Alves. O goleiro, que tem contrato até dezembro de 2020, ainda não renovou e as partes têm encontrado dificuldades para um acordo. Nos últimos meses, Marcos Braz conseguiu renovar com alguns atletas importantes do elenco como Diego Ribas, mas o clube não vive mas uma condição financeira saudável devido à pandemia do novo coronavírus que afetou aos cofres da instituição. Por esse motivo, é bom possível que o guarda-redes não permaneça para próxima temporada.

Em contato com o repórter Venê Casagrande, um dirigente do Flamengo alertou ao jornalista que a eliminação precoce na Copa do Brasil pode sim ter emperrado a mínima chance do clube em renovar com o camisa 1 do Mengão.

“Essa eliminação da Copa do Brasil reduz mais ainda as chances do Diego Alves renovar com o Flamengo.”, afirmou o cartola. É possível que o Rubro-Negro tenha que vender alguns jogadores do elenco para poder aliviar o fluxo de caixa para a próxima temporada. Para que isso não aconteça, é preciso que o atual campeão da Libertadores conquiste o tricampeaonato e além disso vença mais uma vez o Brasileirão. 

Irritada com a eliminação, boa parte da torcida já fez uma possível lista de dispensa de jogadores: Vitinho, Michael e Willian Arão são unanimidades em todas elas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here