Flamengo ‘aceitou prejuízo’ ao demitir Domènec Torrent e contratar Rogério Ceni; entenda

Após avaliações de desempenho e questões internas, o Flamengo optou pelo desligamento de Domènec Torrent e sua comissão técnica. Com isso, diferentemente do caso com Jorge Jesus, antecessor do catalão, quando recebeu um valor do Benfica, o Rubro-Negro Carioca ganhou uma dívida a mais para pagar, tido que vai ter que arcar com a multa rescisória.

De todo modo, apesar da conta extra, como informa o jornalista Rodrigo Mattos, do UOL Esporte, o Mais Querido aceitou levar esse prejuízo, uma vez que considerou que a permanência de Torrent no clube poderia acarretar em uma perda financeira e de desempenho ainda maior na sequência da temporada.  

Leia mais: Torcedores do Flamengo vão fazer ‘rua de fogo’ antes de estreia de Ceni

Em si, Dome e sua comissão técnica recebiam bem menos – aproximadamente a metade – do que o Mister, que ganhava em torno de 3,5 milhões de euros do Flamengo por temporada. Vale lembrar ainda que o Mais Querido recebeu um valor (1 milhão de euros ou pouco mais de R$ 6 milhões) do Benfica pela saída do português.

Já com o espanhol, o cenário foi o contrário. Como o dispensou, o Flamengo é quem vai ter que arcar com a multa: cerca de 2 milhões de euros, que seria o que ele receberia até o final de seu contrato – janeiro de 2022 – com o clube. “É evidente que a gente terá um gasto a mais. A gente ainda está analisando. Essa parte financeira vai ter resposta”, afirmou Marcos Braz, VP de Futebol do Rubro-Negro, em coletiva virtual, ontem (10).

Agora, com tudo resolvido e o catalão fora do clube, o Flamengo negocia com o ex-auxiliar de Pep Guardiola uma redução ou ainda um parcelamento do valor integral da multa. O clube também espera pode fazer o pagamento apenas no ano que vem.

Rogério Ceni já estava sendo observado pelo Flamengo. | Buda Mendes/Getty Images

Internamente, o Rubro-Negro discutiu sobre o prejuízo financeiro da saída precoce de Dome. Porém, o clube aceitou essa dívida, tido que entendeu que o impacto nos cofres do Ninho do Urubu poderia ser maior em caso de um grande fracasso dentro de campo. Por exemplo, caso passe pelo São Paulo na Copa do Brasil, o clube já vai embolsar R$ 7 milhões.

Além disso, o Flamengo também já monitorava Rogério Ceni, seu novo treinador, e o tinha como uma possibilidade real em eventual demissão de Domènec Torrent, o que acabou acontecendo. Ou seja, o time sabia que, mesmo se desligando do espanhol, não ficaria muito tempo sem comando.  

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui