Fortaleza não crê em saída de Rogério Ceni para o Flamengo

O técnico é um nome que agrada à diretoria flamenguista. A questão é que dificilmente o ex-goleiro deixaria hoje o Fortaleza.

O bom trabalho que faz no Fortaleza coloca Rogério Ceni como alvo de clubes que estão procurando treinador ou que têm o atual profissional contratado em má fase. Há, porém, uma confiança no clube cearense de que Ceni cumprirá seu contrato até o fim do Campeonato Brasileiro, em fevereiro de 2021.

Ceni teve uma experiência traumática ao deixar o Fortaleza em 11 de agosto de 2019, em meio ao Brasileiro, para acertar com o Cruzeiro que havia mandado embora Mano Menezes. Após oito jogos, ele acabou demitido em 26 de setembro. Maus resultados e atritos com alguns jogadores acabaram decretando a saída precoce.

Ceni voltou ao Fortaleza ainda em 2019 e assinou contrato até o fim de 2020, estendido até fevereiro de 2021 com a readaptação do calendário nacional por causa da pandemia. E é este contrato que a diretoria do Fortaleza acredita que ele cumprirá mesmo se chegar, por exemplo, uma oferta do Flamengo.

O nome de Ceni surgiu depois da derrota de 4 a 0 do clube do Rio para o Atlético-MG, no domingo (8), a segunda seguida na competição levando quatro gols (a anterior foi de 4 a 1 para o São Paulo), o que colocou em xeque a permanência do espanhol Domènec Torrent.

A princípio o movimento parte de torcedores em redes sociais, mas o jornalista Mauro Cezar Pereira, da ESPN Brasil e colunista do UOL, disse que Ceni é um nome que agrada à diretoria flamenguista. A questão é que dificilmente o ex-goleiro deixaria hoje o Fortaleza.

Há um outro ingrediente no futuro de Rogério Ceni: o São Paulo, clube do qual é o maior ídolo da história e que terá mudança na presidência para 2021. A saída de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, faz com que um retorno de Ceni ao São Paulo, clube que comandou em 2017, seja possível após fevereiro.

Vai depender do desempenho do time sob o comando de Fernando Diniz no final de temporada. Se vencer o Brasileiro ou a Copa do Brasil será possível tirá-lo? Há no clube quem ache que, por Ceni, a resposta seja sim.

Após o título cearense, em 21 de outubro. Ceni deu uma entrevista em que lamentava o fato de talvez não poder se despedir do Fortaleza com os torcedores no Castelão (não há previsão ainda do retorno do público aos estádios por causa da Covid-19). Um indício de que na cabeça do treinador essa seja de fato sua última temporada pelo clube do Ceará, mas cumprindo seu contrato até o fim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui