“Não está conseguindo encaixar”; Gerson aponta maior dificuldade no trabalho de Dome, mas ressalta confiança no treinador

Gerson exaltou Jorge Jesus, hoje no Benfica, e falou sobre os principais pontos abordados por Domènec nos treinamentos do Flamengo

Diversas notícias de mercado vieram à tona nos bastidores rubro-negros nos últimos meses. Alguns atletas do setor ofensivo, como GabrielBruno HenriqueArrascaetaEverton Ribeiro e Pedro, chamam atenção de diversas equipes do exterior. Entretanto, os cartolas flamenguistas devem fazer jogo duro para negociar seus titulares. Não é de hoje que Jorge Jesus, ex-treinador do Flamengo, tenta levar alguns jogadores ao Benfica, de Portugal.

Diego Alves também foi motivo de polêmica nos bastidores. Sua renovação no Ninho ainda é incerta. Hugo vive grande fase no time titular de Dome, mas alguns outros goleiros foram sondados. Apesar do carinho recebido pela Nação, alguns torcedores se irritaram com Jesus por conta da sua insistência nas contratações de Gerson e BH. O camisa 8 revelou, em entrevista ao Esporte Espetacular, da TV Globo, que o interesse do técnico português no seu futebol não é de hoje.

Meu pai me falou: ‘Olha, talvez você vai para o Flamengo’. Falei: ‘Mentira’. Recebi uma ligação, número desconhecido. E eu não atendo número desconhecido. Aí me ligaram direto no Whatsapp. No Whatsapp, ainda mais. Não atendo mesmo. Aí eu olhei quem estava ligando. Quando abri, vi a foto. Estava escrito Jorge Jesus no contato. Pensei: ‘Vou esperar, vamos ver se liga de novo’. E ele me falou: ‘Você não faz parte dos planos lá (na Fiorentina), mas faz dos meus.

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

No início do segundo semestre de 2019, Landim se movimentou nos bastidores e acertou a compra e 100% dos direitos econômicos de Gerson, que custou pouco mais de R$ 49,7 milhões aos cofres rubro-negros. O volante também falou sobre Domènec Torrent, que desembarcou no Rio de Janeiro com a enorme responsabilidade de substituir o Mister. O “coringa” não deixou de falar sobre seu sonho de vestir a camisa da Seleção Brasileira.

“O Dome chegou, veio a pandemia. Não está conseguindo encaixar os treinos, é muito vídeo. Mas é um grande treinador, tem grandes ideias, que estamos começando a entender. Mas ainda não teve muito tempo. E você vê que é um grande treinador. Mesmo sem muito tempo, está conseguindo implementar um trabalho. Claro que a gente tem um pouco de esperança (na convocação), é o sonho de todo jogador vestir a camisa de seu país”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui