Após cobiça do Atlanta United, Dome comunica diretoria do Flamengo

Segundo informações do site Dirtysouthsoccer, Dome entrou no radar do Atlanta United, do EUA

A notícia da saída de Jorge Jesus é tema de polêmica até hoje nos bastidores da Gávea. Nos 13 meses que o Mister esteve no comando do Mais Querido, o Flamengo teve uma performance espetacular e fez uma temporada jamais vista antes na história do clube. No total, o treinador conquistou: Copa Libertadores (2019), Campeonato Brasileiro (2019), Supercopa do Brasil (2020), Recopa Sul-Americana (2020), Taça Guanabara (2020) e o Campeonato Carioca (2020).

Domènec Torrent, de 58 anos e que estava sem clube, foi o técnico escolhido pela diretoria. O último clube que o catalão trabalhou foi o New York City FC, da MLS (entre 2018 e 2019). A sua projeção no futebol ocorreu ao lado de Pep Guardiola, de quem foi auxiliar técnico no BarcelonaBayern de Munique e Manchester City. Carlos Carvalhal, ex-Rio Ave, e Fernando Hierro, ex-comandante da seleção espanhola, também foram sondados por Marcos Braz e Bruno Spindel.

Seus primeiros meses de trabalho não foram nada fáceis. O comandante amargou uma sequência de derrotas logo no início da competição e preocupou parte da Nação. Sua demissão entrou em pauta e Marcos Braz garantiu que nenhuma decisão seria tomada com antecedência. Hoje, o Flamengo lidera o Campeonato Brasileiro (junto ao Internacional) e segue na linha de frente dos principais torneios de mata-mata — Libertadores e Copa do Brasil.

Pep Guardiola e Domènec Torrent: parceria durou onze anos

Segundo informações do site Dirtysouthsoccer, Dome entrou no radar do Atlanta United, do EUA. De acordo com a publicação, o treinador é visto como a pessoa ideal para o clube. Todavia, conforme apurado pela reportagem do Bolavip Brasil, Torrent não recebeu nenhum contato e não pensa, no momento, em deixar o Flamengo. O espanhol sabe que seu nome é cotado na MLS, mas entende que o desafio de seguir no Rubro-Negro pode alavancar sua carreira

Assim como Jesus, que estava “esquecido” na Europa, Dome pode retomar os holofotes internacionais dependendo do desempenho apresentado pelo Fla dentro de campo. O professor, inclusive, fez um longo desabafo pedindo para que os jornalistas deixem de fazer comparações entre ele e o Mister“O trabalho do Jorge foi excelente aqui, ganhou tudo, muitos títulos, foi excelente. Mas o Dome não está aqui para competir com o Jesus, nem com outro treinador”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui