“Começou a gritar e bater na cadeira”; Rodrigo Caio ‘dedura’ Diego Ribas e revela bastidores da conquista do Fla na Libertadores

Zagueiro contou história ocorrida no vestiário da partida contra o River Plate, que deu um ânimo extra ao time para buscar a virada e levantar o caneco

Recentemente, o experiente Diego Ribas lançou um documentário chamado “Mosaico”, que é um filme que conta a história do ano de 2019, marcado por inúmeros títulos e pela pior lesão da carreira do camisa 10 do FlamengoParte muito interessante é quando o elenco traz  depoimentos exclusivos, principalmente sobre a final histórica da Libertadores.

Após uma lesão séria contra Emelec, o meia se recuperou em tempo recorde e voltou ao campo em outubro, no jogo de volta da semifinal, contra o Grêmio. Ao vencer o clube gaúcho com o placar histórico de 5 a 0, o Mais Querido viajou para Lima em busca do título. Na partida contra o River Plate, o camisa 10 do Rubro-Negro começou no banco e entrou aos 20 minutos do segundo tempo. Em depoimento no documentário “Mosaico”, Rodrigo Caio relembra a postura do capitão no vestiário, quando perdia por 1 a 0.

A gente perdendo o jogo de 1 x 0, as coisas não fluindo da melhor forma. A gente entrou no vestiário todo mundo meio caído e desolado. Diego veio e começou a gritar, bater na cadeira e dizer ‘A gente chegou até aqui por mérito’, falando daquele jeito dele, forte. Ele sabe colocar as palavras no momento certo. E foi o momento que um olhou pro outro e falou: “Ainda dá”.

Alexandre Vidal/Flamengo

Outro que contou algumas das frases ditas pelo jogador no intervalo para motivar o time foi Filipe Luís: “Vamos lá, aqui vai todo mundo junto. Nós vamos virar esse jogo”. Diego Ribas tenta explicar o momento no vestiário, porém, o camisa 10 afirma que foi algo atípico em sua carreira: “Eu tinha uma estranha sensação de que tudo ia dar certo. Não foi sempre assim na minha carreira, ou nos jogos decididos e na minha dificuldade. Eu tinha a sensação que tudo ia dar certo e sairíamos de lá campeões.”

Outro ponto que merece destaque é o fato da obra ser lançada exatamente um ano após o retorno do meia aos gramados. Na última sexta (23), o famoso 5 a 0 no Grêmio fez “aniversário” e foi nomeado como o #CincunDay, e a Nação Rubro-Negra passou o dia relembrando o jogo histórico com publicações na internet. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui