Dome explica virada do Flamengo e critica calendário, com jogos em 48 horas: “Uma autêntica loucura”

Treinador concedeu coletiva após vitória sobre o Vasco em São Januário

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

GE: Pela terceira vez seguida, o Flamengo terminou o primeiro tempo sem marcar e mudou o jogo na etapa final. Na vitória de virada sobre o Vasco por 2 a 1, neste sábado, o técnico Domènec Torrent explicou que pediu a seus jogadores para atuarem de forma mais rápida.

– O adversário também joga, e joga bem. Você tem mais informação. Talvez eles (Vasco) jogaram um pouco diferente do que estávamos preparando. Acho que cometemos erros quando jogavam na mesma linha o lateral e o ponta, especialmente pelo lado direito. Não tem linha de passe porque estão na mesma linha. Quando você joga em diferentes linhas, pode jogar muito melhor. Falamos isso e falamos que tínhamos que jogar mais rápido. Neste gramado, que estava muito lento, o melhor era tocar a bola. Neste gramado, quando você conduz a bola, tudo vai mais lento. Isso trocamos no intervalo – explicou Dome.

Após a vitória, o Flamengo volta imediatamente as atenções para o jogo contra o Goiás, já na próxima terça-feira. Dome explicou que poupou Natan porque o zagueiro estava desgastado e corria risco de lesão – mesma situação de Pedro, que foi mantido. O técnico criticou duramente o calendário, que prevê um intervalo de apenas 48 horas entre os duelos com Goiás e Bragantino na próxima semana.

– Vamos procurar fazer o melhor time para o próximo jogo. Porque é importante não só o próximo jogo. Depois de dois dias é uma autêntica loucura jogar novamente. Ninguém pode jogar bem em 48 horas. Quando o atleta está mais cansado é quando fazem 48 horas. Quando falam do Natan, é por isso. Muitos jogadores que vão jogar o próximo jogo não estarão 100%.