Flamengo promove campanha #PelaLeiDoMandante em publicação sobre os efeitos da MP para as emissoras

FOTO: DIVULGAÇÃO/TWITTER

O Flamengo, junto a mais 45 clubes, está promovendo o movimento ‘Futebol Mais Livre Pela Lei do Mandante’, em apoio à medida provisória 984. A MP foi assinada em junho de 2020 e alterou a negociação pelos direitos de transmissão da partida de futebol. Agora, o clube mandante é detentor dos direitos e pode negociá-los. O Fla utilizou suas redes sociais para falar um dos efeitos imediatos da MP: os contratos mantidos e melhorados com as emissoras e o aumento de jogos para algumas delas.

Confira a publicação:

“Efeito imediato da aprovação da Lei do Mandante: as emissoras ganham jogos e seus contratos em vigor melhoram! #PelaLeiDoMandante”

A lei dos Mandantes viabiliza a entrada de novos investidores no mercado do futebol, sem afastar os atuais, aumentando a disputa por direitos de transmissão e a receita dos clubes. Além disso, a MP dá aos clubes o poder de negociar os seus direitos e incentiva a união deles. No mais, a lei promove uma democratização do futebol, com aumento da acessibilidade e por um preço mais justo.

A forma que o Flamengo e os outros clubes envolvidos no movimento pela lei do mandante encontraram de divulgar e demonstrar seu apoio pela MP foi o uso de suas redes sociais, com um ‘tuitaço’ nesta segunda-feira (14) e constantes publicações com o site do movimento. Além disso, na partida contra o Ceará, o Mais Querido entrou em campo com os dizeres “Futebol Mais Livre”, nome do movimento, na manga do manto.

Deixe uma resposta