Dirigente do Flamengo, Braz aponta que manterá compromissos com o clube, mesmo que concorra a vereador

Foto: Alexandre Vidal / CRF

O vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, tem sido pressionado pelo PL para confirmar a candidatura a vereador pelo partido no Rio de Janeiro. Porém, o dirigente já indicou ao clube que não quer largar sua missão na pasta.  Segundo O GLOBO, Braz entende que pode conciliar a campanha eleitoral com a agenda do futebol, e nas conversas internas sinalizou que não deixará de estar em nenhum jogo ou viagem por causa de política.

A permanência no cargo de vice-presidente do Flamengo vai depender do aval do presidente Rodolfo Landim. Embora ainda não tenha declarado publicamente que será candidato, o dirigente do Flamengo passou aos mais próximos que essa é a tendência, ainda que esteja dividido e com certa resistência entre sua família.

O PL deu ao dirigente rubro-negro estrutura partidária e tempo de televisão para ser uma espécie de puxador de votos da legenda. E até se antecipou no anúncio. Altineu Côrtes, presidente estadual do PL, disse ao GLOBO na quarta-feira (9) que Braz já aceitou o convite para ser candidato a vereador pelo partido. Procurado, o vice do Flamengo ainda não confirma.

Deixe uma resposta