Mauro ressalta fator decisivo de Gabigol no Fla, mas pondera: “Nenhum jogador pode ser maior”

Gabigol comemora após marcar para o Flamengo sobre o Fortaleza Getty Images

Desde que Gabriel Barbosa aparentou sair de campo insatisfeito, na partida contra o Fortaleza, na qual ele iniciou no banco de reservas e fez o gol da vitória de 2 a 1 no fim do segundo tempo, o assunto virou pauta na imprensa. Em debate sobre o tema no podcast ‘Posse de Bola’, do Uol Esporte, o jornalista Mauro Cezar Pereira disse que entende a importância e o poder de decisão de Gabibol para o Flamengo. No entanto, para o comentarista, nenhum jogador pode ser maior que o clube.

A discussão teve como foco o rodízio promovido pelo treinador Domènec Torrent. Isso porque, especulações dão conta de que Gabigol não gostou de ter começado a partida contra o Fortaleza no banco de reservas. O atacante, entretanto, foi comemorara o gol da vitória justamente com Dome. Para Mauro Cezar, o jogador que sai de campo demonstrando insatisfação, é imaturo e infantil’. Para o jornalista, seria mais profissional conversar com o técnico em ‘particular’.

— Ele é importante, ele foi um cara decisivo na Libertadores, ele é um cara que parece morto, vai lá e decide, foi assim na Libertadores, foi assim no sábado. Mas ele tem que amadurecer, ele tem que aprender a lidar com o grupo, é um grupo de jogadores e acabou. Eu acho que nenhum jogador pode ser maior -, disse, antes de prosseguir:

— Zico no Flamengo, Messi no Barcelona, Pelé no Santos: é outra situação. Acho que o Gabigol não tem esse tamanho todo. O tipo de atitude, é uma atitude tola, infantil. Fez o gol da vitória e aí sai fazendo aquela cara de quem comeu e não gostou. Ah faça-me um favor, vamos ser um pouco mais maduros, mais profissionais, sai de campo numa boa. Não gostou? Chama o técnico e fala ‘professor, eu não gosto de ficar no banco’. Aí o cara vai conversar com ele -, completou.

Vale lembrar que, na partida contra o Fortaleza, Gabigol voltava de um desconforto no tornozelo. Pelo mesmo motivo, inclusive, o jogador nem chegou a ser relacionado para o duelo contra o Bahia, na rodada anterior. Agora, recuperado, o camisa 9 deve formar dupla de ataque com Pedro, uma vez que Bruno Henrique segue se recuperando de um edema ósseo no joelho e, mais uma vez, seguirá desfalcando a equipe.

O Flamengo entra em campo nesta quarta-feira (09), a partir das 21h30 (horário de Brasília), para encarar o Fluminense. O clássico carioca marca a nona rodada do Campeonato Brasileiro e a bola rola no Maracanã. O Fla-Flu será transmitido pela TV Globo e pelo Premiere.

Deixe uma resposta