Marcos Braz sai em defesa de Michael: “Para não atrapalhar o sonho dos outros”

O "robozinho" tenta ganhar a confiança de Torrent, foi titular no último jogo, contra o Fortaleza, e espera ter uma sequência de jogos para brilhar no Mengão

Michael define número que utilizará no Flamengo
FOTO: MARCELO CORTES/FLAMENGO

BOLA VIP: Romário Júnior.
Michael chegou no Flamengo após se destacar bastante vestindo a camisa do Goiás, no Campeonato Brasileiro do ano passado. Em janeiro, o atacante era disputado por vários clubes e ficou próximo de defender o Corinthians, mas o Mengão entrou no negócio e acabou fechando acordo com o clube goiás. A transação girou em torno de 7,5 milhões de euros (cerca de R$ 34,5 milhões na cotação da época).

Com Jorge Jesus, o velocista se tornou uma das peças importantes no elenco e entrava praticamente todas as partidas. O português aprovou de imediato a contratação do garoto de 24 anos e enxerga ele como um atleta que poderia mudar o desempenho da equipe no segundo tempo. O Mister saiu e a promessa tenta ganhar a confiança de Domènec Torrent, que está conhecendo os jogadores.

LEIA TAMBÉM: Lincoln cresce no conceito de Dome e volta a ter oportunidades no ‘rodízio’ do Flamengo

O jogador recebeu algumas críticas por parte da torcida nos últimos jogos e foi chamado de peladeiro. Por outro lado, a outra ala da Nação defende bastante o “robozinho” e aposta que ele vai brilhar bastante vestindo o Mais Querido do Brasil. Vale lembrar que ele foi titular contra o Fortaleza no último jogo, quando o Mengo venceu os cearenses por 2 a 1, no Maracanã.

Nesta segunda-feira (07), o vice-presidente de futebol, Marcos Braz, movimentou a “FlaTT” com uma postagem defendendo Michael em seu perfil oficial. Ele postou um vídeo com os seguintes dizeres: “Sonhando sempre para não atrapalhar o sonho dos outros, mas quem explica melhor é ele. @Flamengo”. 

O Conteúdo foi rapidamente compartilhado por diversos torcedores e virou um dos assuntos mais comentados entre os rubro-negros. O atacante foi elogiado pela personalidade e por tudo que viveu até chegar ao Flamengo. O garoto mesmo disse que batalhou bastante para se tornar um jogador de futebol e passou por muitas dificuldades, tanto na vida profissional, como no pessoal.

Deixe uma resposta