Andrés ironiza trabalho de Jorge Jesus no Fla: ‘Idolatram muito ele’

Presidente do Corinthians afirmou que o português deveria ter ficado mais tempo no Brasil para que seu trabalho pudesse ser melhor avaliado

Andrés Sanchez colocou Jorge Jesus no mesmo nível de técnicos brasileiros e causou polêmica (Foto: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians)

A entrevista de Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, para o programa ‘Aqui com o Benja’, da Fox Sports, deu o que falar. Além de citar o desentendimento com Fábio Carille e afirmar que contrataria Rogério Ceni, o cartola do Timão criticou o ex-flamenguista Jorge Jesus – campeão do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores na última temporada. 

– Ganhou dois campeonatos. Fez uma grande campanha durante quatro meses, mas eu queria que ele continuasse porque vocês idolatram muito ele. Está de parabéns, fez um grande trabalho, ganhou o campeonato, mas no Brasil tem que ver a temporada durante um ano, um ano e meio. Em quatro meses, o time encaixa e vai. Depois, as coisas ficam difíceis. Quiseram que ele saísse daqui como herói, como um ídolo. É um grande treinador, mas os treinadores brasileiros não devem nada a ele – pontuou Andrés.

Contratado no meio do ano passado pelo Rubro-negro, Jorge Jesus foi o treinador do Flamengo em 57 oportunidades. Ao todo, foram 43 vitórias, 10 empates e apenas quatro derrotas. O português também conquistou cinco títulos. Além do Brasileirão e Libertadores na última temporada, Jesus faturou a Supercopa do Brasil, o Campeonato Carioca e a Recopa Sul-Americana no início de 2020. 

Apesar das conquistas e da idolatria dos flamenguistas, o português optou em deixar o Flamengo para ir treinar o Benfica. Em sua apresentação no clube de Lisboa, o treinador deixou claro que voltou para Europa por acreditar no projeto de reconstrução da equipe e que ganharia menos em relação ao seu salário no futebol brasileiro.

Deixe uma resposta