Gabigol decide no fim, e Flamengo chega à vice-liderança do Brasileirão

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Flamengo e Fortaleza entraram em campo na tarde deste sábado (05), em partida válida pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro. Com o terceiro goleiro, mas sem Gabigol, o Mais Querido entrou em campo com Gabriel Batista, Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Arão e Gerson, Arrascaeta, Everton Ribeiro, Michael e Pedro.

De volta ao Maracanã após duas partidas fora de casa, o Flamengo, atual campeão, buscava mais uma vitória para dormir na vice-liderança do Brasileirão. Após um primeiro tempo intenso, com um gol para cada lado, as equipes não conseguiram manter o ritmo na segunda etapa, mas a estrela de Gabigol brilhou e, no finalzinho, o artilheiro decidiu o confronto, garantindo a vitória do Mengão. Flamengo 2×1 Fortaleza.

O JOGO:

Com muita intensidade, o Flamengo partiu para cima do Fortaleza e teve duas chances de gol logo no início do confronto, com Arrascaeta e Pedro. No entanto, foi dos pés de Everton Ribeiro que saiu o primeiro gol do duelo, aos sete minutos.

Arrascaeta iniciou a jogada e, de trivela, Everton Ribeiro deu um lindo passe para Pedro bater, mas o chute foi defendido por Felipe Alves. No rebote, o capitão do Mais Querido deu um lençol no goleiro, dentro da pequena área e marcou um verdadeiro GOLAÇO. Mengo 1×0.

Mesmo em desvantagem no placar, o Fortaleza assumiu a postura de pressionar o Flamengo e, em uma jogada de contra-ataque, conseguiu um pênalti. Aos 12 minutos, Isla deu um carrinho em Oswaldo, Juninho bateu e deixou tudo igual no marcador. Mengo 1 x 1 Fortaleza.

On fire, as duas equipes estavam propondo jogo e criando oportunidades de gol e, tanto o Rubro-Negro quanto o Leão, levaram perigo à meta adversária.

O Fortaleza teve duas chances, com uma bola no travessão e uma defendida por Gabriel Batista, e o Flamengo, com Michael, também teve boas oportunidades. Aos 29 minutos, o atacante rubro-negro quase conseguiu ampliar o marcador, mas o goleiro Felipe Alves fez uma boa defesa e, de mãos trocadas, impediu o segundo gol do Mengo. Sem mais surpresas, a primeira etapa terminou empatada em 1×1.

Para o segundo tempo, ambas as equipes retornaram com alterações. Pelo Flamengo, Domènec Torrent tirou Pedro para a entrada de Gabigol. No Fortaleza, Rogério Ceni tirou o meia Marlon e colocou o atacante Romarinho.

Logo nos primeiros dois minutos, Michael errou um passe no ataque e cedeu um contra-ataque fulminante para o Leão. No entanto, o goleiro Gabriel Batista estava ligado na jogada, conseguiu antecipar o lance, fazer o corte e ajudar o Mais Querido a se reorganizar.

Vindos de uma primeira etapa intensa, o segundo tempo começou mais frio. Para impedir as criações do Flamengo, o Fortaleza apertou a marcação e fechou as linhas, tirando o espaço do Rubro-Negro, que não conseguia tabelar e criar jogadas. Aos 26 minutos e com empate no placar, Domenèc Torrent fez uma substituição dupla: tirou Isla para a entrada de Matheuzinho, e Lincoln substituiu Michael.

Tentando surpreender o Fortaleza, o Flamengo começou a trabalhar a bola e, de pé em pé, tentou reencontrar as jogadas. Gerson arrancou pelo meio e tocou para Everton Ribeiro que, de primeira, deixou Gabigol pronto para marcar, mas o camisa 9 estava em posição de impedimento.

Aos 32 e com um jogo absolutamente morno, sem criação para nenhum dos dois lados, o catalão voltou a mexer na equipe do Flamengo. Dome tirou Gerson e Arrascaeta, para as entradas de Diego e Pedro Rocha. Com as alterações, o Mais Querido buscava acelerar as jogadas e romper a barreira do adversário. Todavia, aos 38 minutos, Pedro Rocha, que havia acabado de entrar, sentiu a coxa e saiu lesionado, deixando o Mengão com um jogador a menos.

Aos 42 minutos, Gabigol, que praticamente não havia tocado na bola, fez brilhar a sua estrela de artilheiro e balançou as redes do goleiro Felipe Alves, decidindo a partida para o Mais Querido. Com um jogador a menos, o Rubro-Negro conseguiu garantir três pontos e alcançou a vice-liderança da competição. Fim de papo no Maracanã. Flamengo 2×1 Fortaleza.

Deixe uma resposta