Boavista recusa pagamento do Flamengo sobre direitos de arena e vai questionar valor na justiça

Gerson é cercado pela marcação do Boavista na vitória da última quarta-feira (1°) | Thiago Ribeiro / AGIF

Os jogos do Campeonato Carioca terminaram em julho, mas os assuntos que envolvem a competição ainda movimentam os bastidores do Estadual. O Flamengo divulgou os valores referentes aos direitos de arena do campeonato, ou seja, montante arrecadado com as transmissões via FlaTV e MyCujoo, solicitou que Boavista e Fluminense procurassem o clube para receber suas quantias e realizou o pagamento aos atletas do Volta Redonda. O Boavista, no entanto, recusou a oferta do Mais Querido e informou que vai questionar o valor na justiça.

Segundo informações do Globo Esporte, o Flamengo arrecadou R$ 43.700 com a exibição do confronto contra o Boavista e, conforme o cálculo do Mengão, os jogadores do adversário têm direito a receber R$52,02. No entanto, segundo Luis Felipe Cunha, advogado dos atletas, o valor é “ridículo” e, de acordo com a análise do clube, o montante arrecadado pelo Rubro-Negro é “muito superior”. Por isso, vai ao judiciário questionar o direito de arena dos jogadores, que não vão receber a quantia.

Ainda conforme o GE, na partida contra o Volta Redonda, o Fla arrecadou R$ 1.018.144,75. Isso significa que cada atleta do Voltaço tem direito a R$ 1.212,07. De acordo com o portal, nesta quinta-feira (03), os jogadores receberam a quantia determinada pelo Flamengo mas, ainda que tenham aceitado o valor, irão questionar o cálculo do clube. Segundo o advogado do Volta Redona, a quantia “faz diferença no orçamento de um atleta de clube pequeno”, mas, a partir de sua análise, o Flamengo “está considerando apenas o que ele arrecadou com a plataforma MyCujoo, só que a receita proveniente dos direitos de arena não envolve tão somente o arrecadado com a plataforma”.

De acordo com o Globo Esporte, o vice-presidente geral e jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee, disse estar “zero preocupado” com a situação, porque o clube está “cumprindo rigorosamente a lei”. Sobre o Fluminense, o portal informou ter procurado os atletas do clube, que não responderam a solicitação.

Deixe uma resposta