Renato Gaúcho surpreende em conversa com Domènec: “Desejei toda sorte do mundo”


Após o empate em 1×1 entre Flamengo e Grêmio pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro na noite da última quarta-feira (19), Renato Gaúcho surpreendeu ao revelar uma conversa com Domènec Torrent. Conhecido por sua ‘marra’ e frases polêmicas, o técnico gremista dessa vez demonstrou hospitalidade e desejou “toda a sorte do mundo” para Domènec no Brasil e no Flamengo.

“Eu conversei com o Domènec antes da partida, após também. Desejei toda sorte do mundo no Brasil, toda sorte no Flamengo. Não é fácil chegar ao Brasil e do dia pra noite mostrar o trabalho dele. Você precisa conhece o futeobl do país, o seu grupo, os adversáiros e ele mal chegou. Ele vem de uma escola muito boa. Eu desejo toda sorte do mundo para ele.

A declaração foi inesperada. Renato já fez fez várias declarações negativas sobre o impecável trabalho de Jorge Jesus. Às vésperas de levar 5×0 no jogo de volta da semifinal da Libertadores de 2019, o técnico do Grêmio chegou a dizer que o Mister ‘nunca tinha conquistado nada e estava com 65 anos. Mesmo após a goleada Renato Gaúcho seguiu direcionando a Jesus comentários na mesma linha, mas agiu diferente com Dome e até pediu para imprensa ter paciência com o catalão.

“Eu espero que vocês entendam um pouquinho, é a mesma coisa de um treinador brasileiro lá fora. Ele não vai conseguir da noite pro dia desempenhar o trabalho dele. Volto a repetir: sorte para ele, torço por ele. É um técnico estrangeiro, mas a gente tem que receber bem os estrangeiros. Peço ao pessoal para ter um pouco de paciência porque é muito fácil criticar. Tem que dar tempo ao tempo.”

Apesar de algumas polêmicas com o Mais Querido, o treinador já declarou ter o sonho de um dia treinar o Flamengo. Renato Gaúcho também foi um dos grandes jogadores da história do clube, sendo um dos heróis da conquista do tetracampeonato Brasileiro em 1987 e recebeu a Bola de Ouro da revista Placar como prêmio de melhor jogador da competição.

Deixe uma resposta