“Não foi azar, foi erro técnico”: Filipe Luis admite falha em gol contra pelo Flamengo

FOTO: REPRODUÇÃO

ColunadoFla: Que o lateral-esquerdo Filipe Luís é rubro-negro, isso não é novidade. Torcedor declarado do Flamengo, o jogador, que defende as cores de seu clube de coração desde 2019, falou sobre a mistura de sensações por atuar pelo Mais Querido. Em participação no quadro ‘Tino Marcos Uchôa’, do ge.com, na última terça-feira (18), o atleta pontuou a diferença que ele faz do lado emocional e do lado profissional. Para ele, é fundamental saber separar as duas coisas na hora em que está em campo para que a atuação dele não o afete tanto emocionalmente.

Para isso, Filipe Luís relembrou o episódio em que marcou, recentemente, um gol contra, na derrota de 1 a 0 para o Atlético Mineiro, na primeira rodada do Campeonato Brasileiro. Voltando de lesão, o jogador afirmou que estava inseguro de usar os pé direito no lance e, por isso, usou a esquerda. Deste modo, a bola acabou entrando no gol de Diego Alves. No entanto, apesar de reconhecer que foi um erro, o camisa 16 confessou que não saiu de campo triste, pois sabe que erros acontecem.

 Nesse dia do gol contra, golaço, né? Mas contra (na partida contra o Atlético-MG). Foi um erro técnico. Não foi azar. Foi um erro técnico. Fiquei com receio de usar a direita por causa da lesão, daí usei a esquerda, não estou acostumado e coloquei a bola para dentro. Erro técnico. Erro meu. Eu sabia que tinha sido um erro, que custou o jogo, mas eu não saí triste, porque sei que foi o primeiro. Não lido com um lance do jogo, isso acontece. Não fico remoendo -, disse, antes de concluir:

— Eu separo muito o lado emocional do lado profissional. Muito! É uma coisa que eu sei que é fundamental na minha carreira. Não posso ficar pensando no que significa jogar no Flamengo. Tenho que jogar dentro de campo como se fosse um robô. Sabendo que tenho que marcar o máximo possível, atacar quando der para atacar e fazer a minha função e mais nada. Não posso pensar: ‘Meu Deus, eu tenho que jogar, porque a torcida vai ficar brava’. Aí depois, quando a gente ganha uma Libertadores e chega na rua e vê um milhão de pessoas, aí é só tentar segurar o choro. Aí é onde a gente sente a emoção de ser torcedor -, finalizou.

Junto ao Flamengo, o lateral-esquerdo entra em campo nesta quarta-feira (19), para enfrentar o Grêmio, de Renato Portaluppi. O jogo, válido pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro, acontece às 19h15 (horário de Brasília), no Maracanã. O duelo terá transmissão exclusiva do Premiere. Sob o comando de Domènec Torrent, o elenco rubro-negro busca sua segunda vitória no torneio. Até o momento, foram duas derrotas e um triunfo.

Deixe uma resposta