Dome aposta em retomada da boa fase de Bruno Henrique e Gabigol: “São jogadores especiais”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL

Em jogo válido pela quarta rodada do Brasileirão na noite desta quarta-feira (19), o Flamengo empatou com o Grêmio em 1×1 no Maracanã. Após conquistar apenas 4 pontos em 12 disputados, o técnico Domènec Torrent foi questionado mais uma vez sobre o rendimento negativo da equipe. Dome voltou a falar sobre a falta de tempo para treinar.

“O Futebol não é acender e apagar luz. Precisamos de tempo e de treino. Estivemos voando por cinco dias. O treino é recuperação, um pouco tático, e jogo. Não é fácil compreender tudo isso. Mas precisamos de tempo”.

O técnico catalão também falou sobre o momento ruim da dupla Gabigol e Bruno Henrique. O primeiro, conseguiu acabar com o jejum de sete jogos na noite desta quarta-fera. Já o segundo marcou pela última vez contra o Volta Redonda na semifinal do Campeonato Carioca, e desde então, vem passando em branco.

“Esses jogadores (Gabriel e Bruno Henrique) precisam de tempo. Eu preciso de tempo e eles também. Vocês precisam saber que treinamos pouco e jogamos 5 jogos em 15 dias e vamos ter muito mais. Eu tenho muita confiança nesses jogadores pois não nossos artilheiros e vão fazer muitos gols. Hoje Gabi fez gol e com isso ele pode fazer gol novamente. Artilheiros precisam de confiança pois são jogadores especiais. Quando começam a fazer gol, não param de fazer. Todos precisam de treinamento. Não é fácil jogar sem torcida, precisamos de treinamento, melhorar fisicamente e não temos tempo para isso, vamos melhorar em campo”. 

Mais: Flamengo oficializa contratação de Mauricio Isla e faz anúncio para sócios-torcedores

Antes de Dome, Gabigol foi o escolhido para participar da entrevista coletiva. O camisa 9 Rubro-Negro marcou o gol de empate em cobrança de pênalti e acabou com um jejum de sete jogos sem marcar, mas negou ansiedade durante o momento negativo. Gabriel reforçou que sua preocupação é com o momento do Flamengo e disse que o grupo confia no trabalho de Domènec.

“Na verdade não (sobre ansiedade durante jejum de gols). Meus números falam por si. Foram 12 gols esse ano, meu número de assistências também são elevados mas isso não me preocupa. O que me preocupa é o time vencer. […] Ele (Domènec) tem nosso apoio, tem nossa confiança. A gente sabe que tem muito difícil para ele pois o tempo é muito curto, mas estamos aprendendo muito com ele, criando intimidade e união. Estamos conversando e estamos treinando nos jogos. Mas creio eu que as coisas vão se acertar. Agora é seguir, lutar nesse caminho de procurar vitórias e no fim de semana espero que façamos um grande jogo”.

O próximo jogo do Flamengo é o clássico contra o Botafogo, válido pela 5ª rodada do Brasileirão. O jogo está marcado para domingo, às 11h, e o Mais Querido não poderá contar com João Lucas. O lateral direito saiu de campo na partida contra o Grêmio com uma lesão na coxa esquerdae e foi substituído pelo lateral esquerdo Renê.

Deixe uma resposta