“Nenhum outro atleta tem”, diz Braz sobre Cláusula exclusiva no contrato de Rafinha

Urubuinterativo: Nesta sexta-feira, véspera da partida contra o Coritiba pelo Campeonato Brasileiro, o Flamengo oficializou a saída do lateral direito Rafinha para o Olympiacos da Grécia. O jogador chegou ao Rubro-Negro em junho de 2019, vindo do Bayern de Munique, da Alemanha. Devido aos 14 anos de futebol europeu, o jogador ao assinar com o Rubro Negro Carioca, pediu uma cláusula no contrato que permitisse a liberação gratuita para a Europa.

Também na tarde de Sexta (14), Em entrevista coletiva, Marcos Braz reforçou sobre o contrato de Rafinha com o Flamengo e garantiu que o lateral foi legítimo ao utilizar a cláusula para sair do clube carioca, mesmo que de forma inesperada.

 “O Flamengo tem com o Rafinha um contrato de dois anos. O Flamengo tem mais um ano de contrato com o Rafinha. Teoricamente o Flamengo estava cumprindo com todos os pontos contratuais e o ele cumprindo o mesmo com o Flamengo. Mas existia um acordo para ele voltar a Europa. Tanto que a multa dele para o Brasil, América do Sul é muito alta, mais de cem milhões. O Rafinha é um jogador acostumado com a Europa, tem cidadania alemã e como ele veio sem custos, ele se apegou a isso para voltar pra Europa. Não era o que a gente queria, mas ele fez uso dela legitimamente.” 

Além disso, Braz afirmou que Rafinha era o único jogador do elenco com determinada cláusula contratual:

“Não tem nenhum outro atleta que tem essa questão contratual como a do Rafinha”

Rafinha se despede do Flamengo com uma passagem de tirar o chapéu e recheada de conquistas. Vestiu a camisa do Flamengo em 46 ocasiões e deu oito assistências. Em pouco mais de um ano, o lateral-direito levantou cinco títulos: Campeonato Brasileiro, Libertadores, Supercopa do Brasil, Recopa Sul-Americana e o Campeonato Carioca.