Arão fala sobre ida ao Benfica e irrita torcida do Flamengo

O volante tem sido especulado para jogar nos Encarnados após a chegada de Jorge Jesus; Fla já cortou relações com os dirigentes do clube português

Willian Arão foi um jogador que se transformou completamente no Flamengo sob o comando de Jorge Jesus. Antes da passagem do Mister, o volante era muito criticado por boa parte da torcida flamenguista e já ficou muito próximo de ser vendido. Com o português, o jogador virou titular absoluto e uma peça essencial para a engrenagem do time flamenguista. 

Desde que o “JJ” chegou ao Benfica, muito se tem especulado que o atleta poderia deixar o Mengão para atuar nos Encarnados. Em entrevista ao jornal português “Record”, divulgada nesta sexta-feira (24), o medalhão não descartou a possibilidade e jogou a responsabilidade para o treinador: “Levar um jogador do Flamengo para a Europa? É preciso perguntar ao Jesus.”

Alguns torcedores do Mais Querido do Brasil não gostaram da fala do jogador e o criticaram nas redes sociais. Na visão da “Nação”, Arão alimentou a especulação e não colocou um ponto final na história. Existe uma irritação muito grande com o clube de Portugal e a diretoria do Fla cortou qualquer tipo de relação com os representantes do Benfica após ter perdido o treinador nesta temporada. 

Ainda durante a entrevista, o volante Rubro-Negro falou sobre o legado deixado pelo Mister no futebol brasileiro e principalmente no clube carioca. Ele já colocou o técnico como um dos maiores da história do Flamengo, mesmo com pouco tempo de casa; foram apenas 13 meses, mas o suficiente para o sucesso ser considerado absoluto. 

Acho que Jesus vai ser considerado um dos maiores da história por tudo o que conquistou no curto espaço de tempo que aqui esteve, no Flamengo, e por tudo o que nós conseguimos alcançar. Ele era o nosso comandante. Seguimo-lo. Ninguém ganha nada sozinho. Nós, que estávamos dentro do campo, tínhamos de executar e fazíamo-lo bem. Acho que foi uma junção [de forças]. Não digo que tenha revolucionado o futebol brasileiro, mas trouxe grandes ideias. Trouxe uma forma diferente de pensar o futebol, o jogo e o dia-a-dia. Deixou ensinamentos para o clube e para os outros treinadores brasileiros”, concluiu

Fonte: Bolavip.com.