Presidente do Bahia ‘celebra’ transmissão de jogo do Flamengo na FlaTV: “Há caminhos para um novo modelo”

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

A Medida Provisória 984, assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, passou a dar aos clubes mandantes o ‘poder’ de negociarem os direitos de transmissão de seus jogos com mais liberdade. Por conta disso, o Flamengo transmitiu sua última partida, na quarta-feira (01), contra o Boavista através da FlaTV, canal oficial do clube no YouTube. Na ocasião, o Mais Querido venceu por 2 a 0, com gols de Pedro e Gerson. A partida bateu recorde de 2,2 milhões de acessos simultâneos, tornando-se a maior live esportiva do mundo na história do YouTube.

Para o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, que já se posicionou totalmente a favor da MP, a noite da última quarta foi histórica. Mesmo que, segundo ele, ainda não dê para comparar a audiência do streaming com a da TV aberta, o que o Flamengo fez em sua transmissão faz com que seja possível crer que “há caminhos para um novo modelo” de exibição. O mandatário ainda ressaltou que, no momento, não importa saber quantas pessoas assistiram simultaneamente.

— Flamengo x Boavista pela FlaTV. Dois milhões assistindo não é surpreendente. Algumas lives de cantores famosos já chegaram nesse patamar, TV Aberta ainda tem muito mais audiência. O principal não é saber quantos estão assistindo hoje, é ver que há caminhos para um novo modelo -, dizia a publicação.

Para o dirigente do Bahia, um dos fatores a serem discutidos nessa forma de transmissão é a da monetização. Bellintani questionou os valores que os patrocinadores vão se interessar em pagar por esse tipo de produto, e se o modelo será uma mistura entre um ‘pay-per-view’ mais barato com um ganho de escala: “Entre os principais desafios está o da monetização. Quanto os patrocinadores vão pagar por esse tipo de produto? Será uma nova Tv Aberta ou um novo Pay-per-view? Ou uma mistura dos dois modelos, tipo um Pay-per-view bem barato com ganho de escala?” declarou.

Guilherme Bellintani finalizou ressaltando que, o clube de futebol brasileiro que tiver ‘preguiça’ de seguir o caminho da inovação, vai ficar para trás. Para ele, a hora é de ser audacioso e trabalhar para que fazer crescer a ‘marca’ de cada equipe: “Outro ponto importante. Está enterrada a fase da preguiça no futebol brasileiro. Sejamos inovadores, audaciosos, trabalhadores. De marca própria de uniformes a canais próprios de streaming. Os clubes brasileiros que ficarem sentados em breve estarão deitados”, finalizou.

Os números da FlaTV na última quarta foram impressionantes. Além dos 2,2 milhões que assistiram ao jogo simultaneamente, o confronto teve 14 milhões de visualizações até o momento. Vale lembrar que ele segue disponível no YouTube e a quantidade de views pode aumentar ainda mais. Outro ponto foi a própria plataforma ter confirmado que a partida foi a maior live esportiva da história, no mundo. Além disso, o engajamento da torcida com as doações fez com que o Mais Querido arrecadasse cerca de R$ 2,7 milhões.