Após um ano no Flamengo, Rafinha afirma: “Se tivesse pensado no dinheiro, tinha ficado na Europa”

FOTO: RICARDO MOREIRA

O lateral direito Rafinha, chegou ao Flamengo em junho de 2019 e desde então, fez história vestindo o Manto Sagrado. Considerado um dos grande líderes do elenco, o camisa 13 foi fundamental nas conquistas recentes do Mais Querido. Em entrevista ao ‘Aqui com Benja’, do Fox Sports, o jogador revelou o porquê de ter escolhido o Flamengo em meio à propostas de times como a Inter de Milão, PSG e o próprio Bayern. Segundo ele, se fosse por conta de dinheiro, ele teria seguido pela Europa.

— Se eu tivesse pensado no dinheiro, eu tinha ficado na Europa. Eu tinha proposta da Inter de Milão, tinha a chance de renovar com o Bayern, tinha proposta da Espanha, da Rússia, chegou proposta do PSG depois da saída do Daniel Alves. Mas eu já tinha dado minha palavra para o Flamengo. Eu tinha o desejo de jogar no Brasil, sentir o calor da torcida, mas era uma aposta. Escolhi honrar minha palavra, mas foi uma situação difícil. Mas o que eu vivi no Flamengo nesse ano, não tem dinheiro que compre. Conquistei muitos títulos e deixei meu nome na história do clube – disse.

Rafinha voltou ao Brasil após 14 anos na Europa. Multicampeão pelo Bayern de Munique, Rafinha defendeu ainda Schalke 04, na Alemanha, e a Genoa, na Itália. No total, foram 489 partidas, 402 como titular (82%) e 19 gols marcados. Na Bavária, foram 18 títulos conquistados, sendo sete Bundesligas e uma Champions League. Em um ano de Flamengo, o atleta de 34 anos, atuou em 39 jogos e foi campeão do Campeonato Brasileiro, Libertadores da América, Supercopa do Brasil, Taça Guanabara e Recopa Sul-Americana.

Fonte: ColunaDoFla