Especialista em marketing prega união no futebol e afirma: “O Flamengo tinha que entender o papel dele na sociedade”

FOTO: MARCELO CORTES / FLAMENGO

Segundo dados da Sports Value, as 20 equipes mais ricas do futebol brasileiro faturaram juntas, em 2019, R$ 6,1 bilhões, com destaque para o Flamengo. Isso porque, o ‘ano mágico’ do Mais Querido na temporada passada não se limitou às quatro linhas. Fora de campo, o Rubro-Negro deu uma aula financeira ao atingir, sozinho, a receita recorde na casa dos R$ 950 milhões.

Em entrevista ao portal ‘Terra’, o especialista em marketing e proprietário da Sports Value, Amir Somoggi, disse que, em 2020, a pandemia da Covid-19 deve reduzir esses valores em até 60%. Para Amir, somente a união dos clubes será capaz de contornar a crise que está por chegar. Além disso, ele afirma que o Flamengo deverá mudar a ideia de crescer sozinho e olhar mais para o todo, entendendo, assim, seu papel na sociedade.

— O Flamengo tinha que entender o papel dele na sociedade, que ele não entende. O Barcelona e o Real Madrid demoraram para entender. Eles entenderam há uns anos. Congelaram os ganhos durante um ano com TV para que os clubes menores pudessem crescer e agora sim competir melhor -, disse antes de prosseguir:

— O Flamengo tomou uma atitude parecida com a do Corinthians quando rompeu com o clube dos 13. Se colocou como a grande estrela da companhia e esqueceu de que para a companhia existir, precisa de todos para funcionar. Se aqui houvesse uma liga estruturada, a Amazon investiria nas transmissões por streaming. A desunião enfraquece -, concluiu.