Braz diz que Flamengo ‘não tem parcelas’ com o Santos por Gabigol

Vice de futebol do Rubro-Negro falou sobre os R$ 3,2 milhões cobrados pelo clube paulista em relação à compra do atacante; ele também 'adiou' as renovações de Diego, Diego Alves e Rafinha

No início da tarde desta segunda-feira (22), o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, concedeu entrevista coletiva no clube. E o dirigente fez questão de explicar a exigência do Santos, que cobrou o time carioca a respeito de uma parcela de R$ 3,2 milhões pela compra de Gabigol.

O Rubro-Negro contratou o atacante em definitivo, no início deste ano, por 17 milhões de euros (pouco mais de R$ 78 milhões à época) junto à Inter de Milão. O Peixe é o revelador de Gabriel e, pela lei, tem direito a porcentagens progressivas proporcionais aos anos em que o atleta atuou por lá. Braz trouxe outra versão da história e criticou a diretoria santista. 

“Não tem parcela com o Santos. Pode ser a questão do percentual do clube de formador. O Flamengo se responsabilizou nesse pagamento aí. A gente vem tentando fazer essa negociação, mas de fato a negociação com o Santos é sempre difícil. Mas não vai ter problema nenhum. Gabigol e nosso e ficará muito tempo aqui”.

O vice também fez questão de explicar a situação contratual de nomes de peso do elenco de Jorge Jesus, como Rafinha e os Diegos, Ribas e Alves. Segundo ele, a questão vai ser um pouco adiada, mas a intenção da instituição é prolongar ainda mais os vínculos do experiente trio.

“Em relação a essas renovações, eu garanto que eles não estão desconfortáveis em relação a isso. Eles entendem o processo que o mundo está hoje. Claro que numa situação normal já estaríamos nesse processo de renovação. Não tem nenhum desconforto e a gente tem o maior carinho possível por eles. Eles têm que entender a posição do Flamengo e tenho certeza que entendem”.

“O Flamengo não vai conversar com nenhum jogador até dez dias antes do Brasileiro. A gente acredita que final de julho e começo de agosto possa se iniciar. Rafinha é um que tenho ótima relação. Fiquei seis meses para contratar, então não será na renovação que vai ter problema. Se ele não tiver outro projeto pessoal, tenho certeza que fica aqui. O Diego Ribas, por exemplo, é um ídolo do clube, todo mundo sabe a importância dele na história do Flamengo. Nos sentimos muito felizes de ter um atleta como esse aqui. Vamos analisar a relação junto com ele. É importante para o Flamengo, foi importante nas conquistas e tudo isso será analisado no momento certo”, completou Marcos Braz.

Fonte: Espn!