Dedé revela bastidores da quase ida para o Fla e se rende ao Rubro-Negro: “É um time maravilhoso”

O zagueiro ficou muito próximo de jogar no Mengão na temporada passada e, em entrevista, ele contou o motivo da negociação não se concretizar

Dedé ficou muito próximo de defender o Flamengo na temporada passada. A negociação estava avançada e os representantes do zagueiro fizeram muita força nos bastidores para a transação acontecer. No entanto, a antiga diretoria do Cruzeiro fez jogo duro após vender Arrascaeta para o Rubro-Negro e não gostaria de perder mais uma estrela para o clube carioca. 

O medalhão participou do programa “Aqui com Benja”, dos canais Fox Sports, e contou todos os detalhes da quase ida para o Mais Querido do Brasil. Segundo o defensor, tudo começou com Abel Braga ligando para ele durante as férias e iniciando as conversas. No entanto, ele preferiu não deixar a Raposa pelas portas dos fundos e deixou a decisão para o ex-dirigente cruzeirense, Itair Machado.  

Dedé cruzeiro

Sobre acordo entre Cruzeiro e Flamengo, de Itair e diretor do Flamengo, eu não sei. Começou com o Abel (Braga) me ligando. Eu estava na Disney com a minha família. Me passou que queria que eu fosse para o Flamengo. Eu falei: ‘Professor, o Flamengo é um time espetacular, mas eu tenho uma coisa muito significativa na minha carreira com o Cruzeiro, que eu não quero que seja… meio que chegar lá e brigar para sair. Tem que ser algo entendido pelos dois clubes”, disse o atleta

Dedé ainda revelou que chegou a conversar com a diretoria do Cruzeirão Cabuloso, mas ouviu que o negócio era muito difícil. O zagueiro também ressaltou que a proposta do Mengão era muito boa e o balançou, já que toda sua família e amigos moram no Rio de Janeiro. 

O Flamengo queria o Arrascaeta de qualquer jeito. E eles conseguiram. Acho que isso deu um conflito grande e foi onde teve a decisão do Cruzeiro de vetar (a negociação). Foi o que eu entendi, não me foi passado. Cheguei a conversar com o Itair sobre o desejo de voltar para o Rio de Janeiro, estar perto da minha família, sou bem apegado, amo minha cidade, Volta Redonda. Itair falou: ‘Dedé, não tem como, é difícil, quase impossível’. Eu fiquei na minha, respeitei o Cruzeiro, mantive meu foco e segui meu caminho no clube. O Flamengo está no Rio de Janeiro, está do lado da minha casa (Volta Redonda). Seria maravilhoso para mim, só que já estava sendo maravilhoso no Cruzeiro. Eu deixei isso ficar com os diretores, para eles se entenderem.  Era uma proposta muito boa para o Cruzeiro também”, finalizou o medalhão

Fonte: bolavip.com