Flamengo amplia rede de doações contra a Covid-19 e se aproxima de 50 comunidades no Rio de Janeiro

Ações desta semana aconteceram com a supervisão do diretor de relações externas, Cacau Cotta, no centro da cidade. Clube totaliza visitação em 46 bairros diferentes

O Flamengo que encerrou nesta sexta-feira a terceira semana de trabalhos no Ninho do Urubu segue também com atividades paralelas de combate ao coronavírus fora do centro de treinamento. Se para os jogadores e funcionários os protocolos são seguidos com rigor, torcedores têm recebido auxílio no combate a Covid-19.

No total, 200 pessoas foram beneficiadas com as doações no centro — Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Durante a semana, o clube distribuiu cestas básicas e álcool em gel para comunidades carentes, e as escolhidas da vez estão localizadas no centro do Rio de Janeiro (Fallet, Fogueteiro, Beco União e Pereira). O diretor de relações externas, Cacau Cotta, participou da organização em parceria com a Associação de Moradores “Comunidades Unidas” e esteve presente na entrega que atingiu 200 pessoas.

– Duas coisas me marcaram muito aqui nessas comunidades: as pessoas buscando álcool em gel e máscaras do Flamengo, mesmo com a camisa de outros times do Rio. O clube está quebrando barreiras e paradigmas do esporte – disse o dirigente em depoimento ao site oficial.

Cacau Cotta entrega kit para morador com camisa do Vasco — Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Além de frascos de álcool em gel e cestas básicas, o Flamengo distribuiu máscaras produzidas pelo uruguaio Giorgian de Arrascaeta com seu nome e o número 14. O programa “Nação Solidária” já realizou doações para mais de 40 comunidades do Rio de Janeiro, com um total arrecadado que supera os R$ 100 mil.

Torcedor com máscara de Arrascaeta faz comemoração de Gabigol — Foto: Marcelo Cortes / Flamengo

Por GloboEsporte.com — Rio de Janeiro