Jesus vê a torcida como ‘alma do jogo’, mas defende futebol sem público

Jorge jesus critica
Imagem: Allan Carvalho/AGIF

Aos poucos nos países em que os casos de coronavírus estão diminuindo e que se há o controle da doença, o futebol está voltando. Campeonatos como na Alemanha já estão acontecendo, mas com cautela.

Os jogos da Bundesliga estão ocorrendo sem público, o que causa um estranhamento. Entretanto, este é o caminho mais correto a ser seguido no momento, de acordo com o técnico do Flamengo, Jorge Jesus.

Em entrevista ao canal oficial do Benfica, o treinador comentou sobre a situação que o mundo vive e acredita que o futebol sem público seja o caminho inicial para a volta das competições, apesar de considerar o público como fundamental para a partida:

“Haverá algumas diferenças como o público. É a alma do jogo. Eu tive essa experiência antes dos campeonatos acabarem. Tive um jogo com portões fechados. Emocionalmente e psicologicamente, a emotividade que a torcida trás para o jogo, os jogadores sentem isso também. Mas entre não jogar e jogar sem torcida, é preferível jogar sem torcida.”

Leia também: Flamengo lidera engajamento nas redes sociais em 2020

O treinador acredita que é necessária a adaptação de todas as pessoas ao momento vivido até que uma vacina seja descoberta para começar a controlar os casos:

“Vamos ter que nos adaptar e mentalizar. Temos que conviver com o vírus enquanto não tiver vacina pode demorar um ano. Temos que viver com as determinações, com isolamento. O futebol não tem torcida hoje, vamos ver se vai ter daqui 3 meses.”

Fonte: hashtagrubronegro