Em meio à pandemia do novo coronavírus, o prefeito da cidade, Marcelo Crivella, e Wilson Witzel, governador do estado, receberam propostas para a reabertura das atividades no Rio de Janeiro, entre elas, o reinício dos jogos, sem público, a partir do dia 8 de junho. A Prefeitura terá uma reunião com os clubes no Conselho Científico neste domingo para definir a retomada dos treinamentos nos CTs. A informação foi inicialmente divulgada pelo jornalista Renan Moura, da Rádio Globo.

Nessa sexta-feira (22), a Prefeitura divulgou um documento prevendo o retorno do futebol no Rio de Janeiro com a presença de 50% de público, de acordo com a capacidade do estádio. A ideia seria liberar essa quantia com um distanciamento mínimo de dois metros para cada pessoa nas arquibancadas, e o uso obrigatório de máscaras. Além disso, todas as áreas utilizadas, como arquibancadas, banheiros sanitários e áreas comuns, seriam desinfectadas para que o contágio do novo coronavírus fosse integralmente minimizado.

Com todas as medidas de prevenção sendo tomadas, o Flamengo retomou os treinamentos no CT Ninho do Urubu na última terça-feira (19). ‘Desprezando’ o veto da Prefeitura do Rio, a diretoria do clube se garantiu juridicamente para o retorno, entretanto, as autoridades consideraram que o Rubro-Negro infringiu o Código Sanitário do município e aplicou uma multa de R$ 2.967.