O Flamengo divulgou o balanço financeiro do primeiro trimestre de 2020 neste sábado, e detalhou os valores pagos pelos atletas contratados recentemente. Destaques em seus clubes na última temporada, Michael e Léo Pereira foram as novidades “mais caras” para a temporada.

Tirando Gabigol, que custou mais de R$ 90 milhões, mas já estava no clube no ano passado, Léo Pereira e Michael custaram juntos quase R$ 58 milhões aos cofres do Rubro-Negro.

O Flamengo venceu a disputa com o Corinthians pelo futebol de Michael, desembolsando R$ 28,6 milhões. O pagamento será feito integralmente ao Goiás, ex-clube do atacante. A primeira parcelar será paga apenas no próximo mês.

A única saída entre os titulares do ano passado para esse ano, foi a de Pablo Marí, para o Arsenal, da Inglaterra. Com isso, Jorge Jesus pediu imediatamente a contratação de outro zagueiro.

O nome escolhido foi o de Léo Pereira, que estava no Athletico-PR e havia sido uma escolhe do Mister. Para contar com o atleta em 2020, o Flamengo pagou mais de R$ 29 milhões. O valor foi dividido entre o Furacão, que ficou com R$ 22,8 milhões, e o Trieste Futebol Clube, que levou R$ 6,4 milhões.

Por conta da pandemia do novo coronavírus, o Flamengo está renegociando a forma de pagamento do zagueiro. O clube carioca explicou a situação ao Athletico-PR, e a primeira parcela será reagendada. A diretoria do clube paranaense entendeu a situação.

Fonte: Coluna do Flamengo