Bandeira admite arrependimento por contratar Conca: “Se pudesse voltar atrás, não teria feito”

A Era Bandeira de Mello no Flamengo ficou marcada por várias questões, principalmente por contratações que fizeram um grande barulho, mas que não renderam o esperado e acabaram frustrando as expectativas criadas. Uma delas é do meia argentino Darío Conca.

O jogador foi contratado em 2017 em um momento que o Flamengo já estava reestruturado e partindo para brigar por títulos importantes – como havia sido na temporada anterior.

Na época, Eduardo Bandeira de Mello era o presidente e deu o aval pela contratação. Hoje, quatro anos depois, o dirigente revela arrependimento, mas não o culpa pela atitude tomada no momento:

“Depois que você sabe o resultado fica muito fácil (avaliar se foi bom ou não). Quando o Conca veio para o Flamengo, ele foi cercado por uma expectativa muito grande. Não me lembro de ninguém dizendo que não daria certo. Ele teve problemas médicos, todos sabem. Se eu pudesse voltar atrás, não teria feito (a contratação). O Flamengo o contratou com a melhor das intenções”, disse ao canal do jornalista Venê Casagrande, no YouTube.

Conca chegou ao Flamengo com grande expectativa pelo seu passado no Fluminense alguns anos antes. Entretanto, na Gávea foram poucos jogos. O argentino chegou acima do peso e voltando de lesão. Atuou apenas em 27 minutos durante toda a temporada e não correspondeu o esperado.

HashtagRubroNegro: Mohamed Nassif