Veja como o Flamengo corrigiu falha na recuperação física de Gabigol em 2019

Artilheiro do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores, Gabigol vivenciou, sem dúvidas, o melhor momento de sua carreira com a camisa do Flamengo em 2019. Entretanto, nem tudo são flores. Segundo a reportagem do jornal “O Globo”, no fim da temporada, o atacante deu sinais de desgaste excessivo que afetaram seu rendimento dentro de campo.

Ao analisar a situação, o departamento médico do clube detectou uma falha na sua recuperação física e reconheceu que o jogador estava demorando mais do que o normal para se recuperar entre uma partida e outra. Há atletas que conseguem reequilibrar a parte física em 36 ou 48 horas, Gabriel levava cerca de 72 horas.

— Ele é viciado em bater recordes, e para conquistar esses objetivos percebeu que tem que ser atleta. A gente dá o subsídio. Fomos ajustando com o tempo. O que é prescrito, ele faz. Sempre busca algo a mais. Não à toa, jogou todos os jogos ano passado. Esse ano também, é fominha. Tem que convencer ele a equilibrar. Cada vez mais tem esse amadurecimento e mudança de pensamento –, explica Marcio Tannure, chefe do departamento médico do Flamengo, ao jornal.

De acordo com a publicação, o Flamengo diagnosticou falta de nutrientes nas refeições de Gabigol, o que gerava “pernas mais pesadas, relatos de demora para recuperar o fôlego entre as jogadas e o corpo “moído” ao acordar no dia seguinte”.

Com isso, o ex-nutricionista do Flamengo, Thiago Monteiro, passou a adequar o cardápio do camisa 9. A dieta do atacante inclui pão, salada de frutas e bolo integral antes dos treinos. Depois das partidas, ele consome carboidrato e um suplemento de proteína. Durante a madrugada, Gabigol precisa ingerir substâncias anti-inflamatórias e antioxidantes para que a recuperação seja ainda melhor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui