Flamengo atrasa pagamento de Léo Pereira ao Athletico e busca renegociação

Os efeitos do coronavírus que resultaram na paralisação do futebol brasileiro estão surtindo cada vez mais efeito. O Flamengo não conseguiu pagar uma das parcelas do zagueiro Léo Pereira ao Athletico Paranaense e já começa uma nova negociação para que os valores sejam acertados.

A informação foi divulgada nesta sexta-feira no Blog do PVC, do GloboEsporte.com. De acordo com a publicação, o Fla tinha que pagar uma parcela de cerca de 3,5 milhões de reais ao CAP no último dia 14 de abril.

Entretanto, a saída da Azeite Royal, uma das patrocinadoras do Flamengo, e o atraso da Adidas no pagamento ao clube fizeram com que o Rubro-Negro ficasse em dificuldade para este primeiro momento, e assim atrasasse o pagamento com o Athletico.

Agora, o Flamengo busca uma renegociação com o Athletico em relação aos prazos de cada parcela. A tendência é de que o clube busque jogar as próximas parcelas para os próximos meses, torcendo para que a pandemia do COVID-19 tenha uma solução até lá e que tudo se normalize. Caso contrário, novos problemas e atrasos poderão acontecer no Mengo

O futebol brasileiro está paralisado desde o meio para o fim de março. A primeira medida que foi feita era de jogos sem público. Entretanto, sem uma solução com este procedimento, foi definido que os campeonatos ficarão paralisados até que a pandemia termine ou tenha uma considerável diminuição no número de casos e mortos.

Até lá, todos devem ficar em quarentena, inclusive jogadores, membros de comissão técnica e outros funcionários do Flamengo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui