Em meio à crise mundial acarretada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o Democrata de Sete Lagoas divulgou em suas redes sociais uma carta aberta direcionada à Federação Mineira de Futebol (FMF), Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e FIFA, como pedido de socorro. De acordo com a nota, o clube chegou ao seu limite financeiro e não enxerga com bons olhos os próximos dias.

A paralisação dos campeonatos estaduais prejudicaram os clubes pequenos, que dependem desses torneios para arrecadar com bilheteria, patrocínios, premiações e venda de jogadores para os times com reconhecimento em território nacional. O clube mineiro se autointitula “invisível”, alegando ser esquecido, porém, que é responsável por abastecer os clubes “grandes”.

Veja abaixo a carta aberta divulgada pelo clube mineiro:

FONTE: colunadofla