Mídias digitais do Flamengo registram mais de 600 mil novos seguidores em março, mesmo em momento de crise

ColunadoFla: Por conta do aumento de casos do novo coronavírus no Brasil, são mais de 7 mil pessoas infectadas e 252 mortes confirmadas até o momento, o Ministério da Saúde determinou que a população adotasse o isolamento social. Com a medida imposta, os cidadãos seguem em quarentena, e a tendência é que o consumo pelas redes sociais cresça ainda mais.

De acordo com o ranking desenvolvido pelo IBOPE Repucom, mesmo com a crise da Covid-19, clubes brasileiros como o Flamengo, líder da tabela, Corinthians, São Paulo, Grêmio e Palmeiras tiveram um crescimento de 70% em suas plataformas. O instituto de pesquisa destacou que os cinco clubes obtiveram aproximadamente 920 mil novos inscritos durante o mês de março. Além disso, o primeiro trimestre de 2020 acumulou 4,8 milhões de seguidores.

Mediante o crescimento exponencial das plataformas digitais destes clubes, o diretor executivo do IBOPE Repucom, José Colagrossi destacou a importância da estratégia de cada instituição em relação aos torcedores.

Participe do Grupo no Facebook e fique por dentro das notícias do Flamengo

— Há anos reforçamos a importância estratégica das mídias sociais como canal de engajamento dos clubes com seus fãs. Isso nunca foi tão importante quanto nesse momento de crise, onde se tornam muitas vezes a única fonte de informação e conteúdo sobre as equipes e atletas. Preservar a vida é mais importante do que qualquer clube ou mesmo o esporte.

Além disso, o diretor do instituto de pesquisa também comentou sobre a importância das mídias sociais no atual cenário brasileiro.

— Por isso, neste momento crítico, as mídias sociais de todos os clubes devem desempenhar três funções estratégicas: abraçar a causa com informações relevantes sobre a situação, prover conteúdo de qualidade para alimentar a paixão (incluindo a recordação de glórias passadas) e usar as plataformas sociais para gerar valor para os patrocinadores que perderam exposição por falta de competição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui