#COVID19: clubes italianos não têm prazo para retornar às atividades após extensão de confinamento no país

O Flamengo suspendeu todas as atividades devido à pandemia do coronavírus, que se espalhou pelo mundo. O surto, no entanto, atingiu alguns outros países de forma mais severa. Na Europa, a Itália é o recordista de casos de Covid-19, tendo o maior número de mortes pela doença.

Por isso, a Itália prorrogou por mais dez dias o confinamento da população. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (01) pelo primeiro-ministro, Giuseppe Conte, em pronunciamento na TV. Com a decisão, os clubes italianos foram diretamente afetados.

Isso porque, o confinamento na Itália vai durar, pelo menos, até 13 de abril. Os esportes no país estão todos suspensos. Sendo assim, os clubes italianos vivem um dilema e ainda não têm prazo para retornar às atividades, tendo em vista que ainda não dá para confirmar quando a pandemia terá fim ou estará controlada.

 Eventos esportivos e competições de todos os tipos e disciplinas seguem suspensos, tanto em locais públicos quanto privados. As sessões de treinamento para atletas profissionais e não profissionais também seguem suspensas em qualquer tipo de instalação esportiva -, afirmou Conte, de acordo com a agências de notícias AFP.

No último relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), divulgado nesta quarta-feira (01), a Itália soma 105.792 casos de Covid-19, com 12.430 mortes causadas pela doença. No Brasil, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde nesta quarta (01), são 6.836 casos confirmados de coronavírus e 241 mortes provocadas pela doença.

FONTE: colunadofla

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui