Início Destaque #COVID19: CBF deseja ajustar o calendário deste ano, sem afetar a temporada...

#COVID19: CBF deseja ajustar o calendário deste ano, sem afetar a temporada de 2021

FOTO: DIVULGAÇÃO/CBF

Em meio à pandemia do novo coronavírus, todas as competições do futebol brasileiro foram suspensas, por tempo indeterminado. Em razão disto, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e os clubes vêm debatendo o futuro do calendário da modalidade no país. Ainda não há previsão de quando as atividades serão retomadas. No entanto, a entidade descarta que as datas invadam a temporada de 2021, para que o próximo ano seja preservado integralmente. Assim que a bola voltar a rolar em 2020, os estaduais e a Copa do Brasil serão as prioridades.

Um dos motivos da CBF descartar que a temporada deste ano invada a próxima, são os acordos fixos com os patrocinadores e emissoras envolvidas nas realizações e transmissões dos campeonatos. Por isso, para a entidade, qualquer adaptação que se aproxime do calendário europeu, levaria prejuízos aos envolvidos. Para a CBF, a prioridade são os estudais, pois em todas as regiões do país, as competições estavam entrando na reta final.

Sobre o Campeonato Brasileiro, a CBF estuda as opções viáveis para que a competição seja realizada. Inicialmente, se não houvesse a necessidade da suspensão das atividades esportivas, o Brasileirão começaria em maio, nos dias 2 e 3. De acordo com informações divulgadas pelo ‘Uol Esporte’, existem duas opções: versões com 19 datas (um turno único de pontos corridos) ou 24, que poderia abrir espaço para mata-mata.

A entidade, inclusive, não descarta o cancelamento do Brasileirão, caso seja necessário que a paralisação dure até o segundo semestre deste ano. Ou seja, o futuro da competição depende de quanto tempo as atividades esportivas ainda terão que ficar suspensas. Para a CBF, o mês de agosto é considerado o limite para que o torneio seja iniciado. Se passar disso, dificilmente a competição será realizada nesta temporada.

As atividades esportivas não foram suspensas apenas no Brasil. No mundo todo competições foram paralisadas, adiadas ou até mesmo canceladas. Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, por exemplo, foram adiados e, ao invés de serem realizados ainda em 2020, foram para o próximo ano. A prioridade, no momento, é preservar a vida dos esportistas e de todos os profissionais envolvidos na realização de cada competição.

FONTE: colunadofla

VEJA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui