Início Destaque Presidente do Atlético-MG revela ‘inveja boa’ do Flamengo: “Nos espelhamos neles”

Presidente do Atlético-MG revela ‘inveja boa’ do Flamengo: “Nos espelhamos neles”

Presidente do Atlético-MG
Sérgio Sette Câmara é o novo presidente do Atlético-MG — Foto: Rafael Araújo

Sérgio Sette Câmara, presidente do Atlético-MG, mira repetir o trabalho de reestruturação feito no Flamengo no Galo para tentar recolocar o clube mineiro no caminho dos títulos.

Em entrevista à ESPN Brasil, o mandatário rasgou elogios ao elenco rubro-negro, citou as grandes mudanças que iniciaram nas gestões de Eduardo Bandeira de Mello e não teve medo de falar que se espelha no Mengão.

“Inegavelmente, o elenco que o Flamengo tem hoje pode fazer dois times para disputar o brasileiro e disputaria as primeiras colocações. Eles têm um fluxo de caixa gigantesco pelo tamanho da torcida, pelo retorno da TV proporcional a isso e as demais receitas”, comentou.

“Além disso, fez grandes vendas nos últimos anos, mas lembro que o Flamengo passou durante seis anos fazendo o dever de casa para estar colhendo o que está hoje. De alguma forma, nós nos espelhamos neles para poder fazer isso. Não vamos fazer nenhuma irresponsabilidade no Atlético-MG, ao contrário, mas temos também de aprender com os nossos adversários e ver o que fizeram de certo e errado”, acrescentou, e lamentou a pandemia do coronavírus.

“Em dado momento, eles começaram a fazer uma transição ainda que não estivesse em boa situação de caixa, mas uma coisa tem relação com a outra. Infelizmente aconteceu essa crise, mas com algumas contratações e o treinador que temos, eu vislumbro que vamos ter um bom segundo semestre”, finalizou.

REESTRUTURAÇÃO DO FLAMENGO

Após passar por período de com crise financeira, gestões turbulentas e até risco de rebaixamento, o Flamengo começou a entrar nos eixos em 2013 graças a política de austeridade da gestão comandadas por Eduardo Bandeira de Mello.

O dirigente assumiu o clube com cerca de R$ 750 milhões em dívidas na época, disparada a maior do Brasil, e entregou o posto a cúpula de Rodolfo Landim com valor abaixo de R$ 350 milhões em seis anos de mandato.

Além disso, a nova diretoria do Mengão ainda recebeu as contas com projeção de receita acima de R$ 700 milhões, dando margem o clube fazer grandes contratações nos últimos dois anos.

HashtagRubroNegro: Por Peterson Neves

VEJA TAMBÉM

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui