Santista, ex-jogadora e influencer: Conheça a irmã ‘ciumenta’ de Gabigol

“Minha infância com o Gabriel se define em futebol”. Dhiovanna Barbosa, irmã de Gabriel Barbosa, o Gabigol, carrega em sua memória lembranças do jogador, atual ídolo do Flamengo, quebrando objetos ao tentar bater uma bolinha improvisada dentro de casa.

“As únicas memórias que tenho do meu irmão são dele brincando com as frutas de casa, batendo balãozinho no meio da sala, quebrando as coisas, minha mãe brigando com ele… Ele sempre teve esse amor por futebol”, lembra.

Influenciada pelo irmão, ela jogou futsal no Santos dos 7 aos 9 anos com o primeiro técnico de Gabriel também, chamado Fabrício. Em seguida, atuou no futebol de campo no mesmo clube até os 11 anos

A jovem completou 18 anos no dia 23 de novembro passado, mesmo dia em que o Flamengo foi campeão da Libertadores contra o River Plate que acabou em 2 a 1. Ganhou de “presente” uma declaração do irmão em rede nacional. “Ele deu tchau para a câmera, falou que eu era a princesa dele e que me amava demais”, lembra ela, fã das dancinhas de Gabigol em cada comemoração de gol

“Amo quando meu irmão comemora gol para mim. As dancinhas, ele tira da mente, ele fala que vai fazer uma coisa e, na hora, faz outra. Elas são maravilhosas, amo todas. Meu irmão não é de dançar, mas ele tenta, igual cantar, ele não sabe, mas confesso que dançando ele é melhor, mas jogando é melhor ainda”

Depois de atingir a maioridade, Dhiovanna tem investido cada vez mais na “carreira” de influenciadora. Para isso, conta com o suporte do escritório que gerencia a carreira do seu irmão e de outros atletas e já tem fechado agenda de presenças VIPs em eventos de moda. Essa semana, por exemplo, prestigiou o evento em uma loja da Colcci, marca que Bruna Marquezine é garota-propaganda, em um shopping de Santos.

Até o momento, a iniciante no mundo de influencers tem mais de 116 mil seguidores no Instagram – bem menos do que os 5,6 milhões de seguidores de Rafaella, irmã de Neymar e ex de Gabigol – e compartilha sua rotina diária, como ida à faculdade, dá dicas de beleza, faz desabafos e fala de problemas comuns para garotas da sua idade.

“Sempre fui de gravar vídeos e mandar para os meus amigos e eles me incentivaram a gravar isso nos meus Stories. Procuro seguir influenciadoras que mostram realmente quem elas são de verdade, não uma versão só porque estão na internet”, conta. Esse ano ela iniciou o curso de Fotografia na faculdade.

“Sempre tirei parte do meu tempo para sair pela rua para fotografar, até mesmo quando morava fora do Brasil. Sou a fotógrafa oficial de casa, meus pais e meu irmão sempre me incentivaram. Tudo o que faço é pensando no meu futuro, pretendo, me esforçar para me encaixar numa carreira que eu goste, que é o marketing, espero que eu possa influenciar outras pessoas a estudar, trabalhar, mostrar que não é algo ruim e que cada um pode crescer do seu jeito”.

Na rede social, ela também adora postar fotos em praias, ensaios no melhor estilo “carão” e o namoro recente com o jogador de futsal do Santos, Nicolas Coelho.

“Namoro há seis meses o Nicolas, a gente se conheceu numa festa através de amigos em comum. Eu tomei a primeira iniciativa, no começo foi bem difícil porque quando a gente se conheceu, eu estava me mudando para o Rio e já gostava bastante dele. Mas depois com o tempo a gente conseguiu se acostumar, foi quando aconteceu o pedido de namoro”.

Dhiovanna Barbosa namora o jogador de futsal do Santos, Nicolas Coelho - Reprodução/Instagram

“Desejo um dia ter a força que ele tem”

Santista de coração, time no qual seu irmão estreou como profissional em 2013, Dhiovanna gosta de assistir seu irmão jogar pelo Flamengo e garante que também se deixou conquistar pela torcida rubro-negra

“Sou santista, mas obviamente que desde que meu irmão foi para o Flamengo, a gente criou um amor enorme pela torcida, pelos jogadores. Amo ir aos jogos, escutar os hinos, amo aquela torcida. Você acaba criando um amor enorme”.

Acompanhar a trajetória de sucesso de Gabigol no time rubro-negro é motivo de orgulho e inspiração para a caçula.

“É uma coisa maravilhosa até porque ele passou por fases péssimas antes como todo jogador passa e nunca desistiu. Ver tudo o que ele tem conquistado no Flamengo me deixa muito orgulhosa porque ele é muito guerreiro, nunca desistiu, sempre teve força para continuar. Espero que isso aconteça cada vez mais, desejo um dia ter a força que ele tem para cair e levantar e seguir em frente, ir atrás dos objetivos dele, como ele faz todo santo dia”.

Dhiovanna e Gabriel sempre foram bem próximos e parceiros - Arquivo pessoal

Ciumenta


Apesar da diferença de cinco anos, Dhiovanna e Gabriel sempre tiveram uma relação próxima desde a infância. Até hoje, ela admite que, mesmo morando longe, ele no Rio e ela em Santos, os irmãos se falam diariamente.

Meu irmão é minha vida, ele é tudo para mim. Sou uma irmã ciumenta, mas hoje em dia consigo controlar mais. Antigamente, eu chorava, não aceitava que ele namorasse. Hoje, consigo separar as coisas até porque sei que meu irmão nunca me deixaria por nada”, conta.

O ciúmes pelo visto vem de família. A jovem conta que os pais também são assim. “Meus pais sempre foram superprotetores até por conta da exposição que eu tinha por causa do meu irmão. Hoje em dia, eles conseguem enxergam que consigo me resolver sozinha, eles têm super cuidado comigo, mas criei mais liberdade. Minha mãe e meu pai são ciumentos, tanto comigo quanto com o meu irmão, mas sei que toda essa proteção não passa de amor”, diz ela.

Na infância de Gabriel e Dhiovanna, o pai trabalhava como metalúrgico em São Bernardo do Campo, onde os filhos nasceram e a mãe era balconista. Após sofrer um acidente e se aposentar, Valdemir se mudou com a família para Santos, quando Gabriel começou a jogar no clube da cidade.

Lindalva e Valdemir com os filhos Dhiovanna e Gabriel Barbosa - Arquivo pessoal

FONTE: UOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui