Apoiado pelo Flamengo, Bruno Henrique presta depoimento sobre CNH falsa à Polícia Civil

Por: Coluna do Flamengo

Autor de um dos gols do Flamengo na vitória por 3 a 0 diante do Barcelona de Guayaquil nessa quarta-feira (11), pela Libertadores, Bruno Henrique está prestando depoimento nesta quinta-feira (12), na 16º Delegacia de Polícia (Barra da Tijuca), por conta de uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa, que apresentou aos policiais que participavam de uma blitz da Lei Seca, no dia 29 de fevereiro.

Acompanhado do vice-jurídico do Flamengo, Rodrigo Dunshee, o jogador não foi liberado do treinamento desta tarde e será aguardado no CT Ninho do Urubu após o encerramento do depoimento à Polícia Civil. Com apoio do clube, Bruno Henrique também conta com os serviços de um advogado particular.

O que aconteceu?

A numeração do documento, que foi expedido em São Paulo, não consta no sistema de informações da Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro e no Detran estadual. Ao ser parado pela Lei Seca, Bruno Henrique se recusou a fazer o teste do bafômetro. O atleta acabou sendo multado e, caso seja indiciado, poderá responder por uso de documento falso. Bruno pode pegar até seis anos de reclusão.

Bruno Henrique presta depoimento sobre CNH
FOTO: GUITO MORETO/ O GLOBO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui