Dirigente da CBF rechaça punição a Gerson e tenta explicar não convocação: “Foi escolha técnica e tática”

O Flamengo vive um ótimo momento dentro das quatro linhas. Entre os destaques, Gerson chama a atenção de todos. O meio-campista, que tem o seu nome vinculado a clubes da Europa com certa frequência, era apontado como nome certo nas convocações da Seleção Brasileira, tanto principal quanto olímpica. Porém, para a surpresa de muitos, ele não foi lembrado por nenhuma das duas, e o coordenador de seleções de base da CBF, Branco, tentou explicar.

O dirigente participou do programa “Bem, Amigos“, do SporTV, e foi questionado se a não convocação de Gerson aconteceu pelo fato de o meio-campista ter recusado disputar o pré-olímpico, em janeiro, pois estava sem férias há mais de um ano. Branco negou que tenha sido por isso e afirmou que a não convocação se deu por conta do desempenho dentro das quatro linhas. Entretanto, o coordenador não descarta a ideia de chamar o meia em outro momento.

— Pra mim, não é duro responder. Questão técnica de escolha. Concordo com vocês todos que está numa fase espetacular, é um grande jogador. Era meia, recuou no Flamengo achou essa posição de 2 ou 3 homem. tá jogando muito bem, tem futuro brilhante. foi escolha técnica e tática. a gente não tá penalizando o jogador. ele tem merecimento, há outras convocações, e pode ser chamado como outros que foram -, disse, antes de prosseguir:

— Ele não foi punido pelo o que ele falou, não. O treinador Jardine, com a comissão técnica, decidiu assim. A prioridade nossa agora das seleções é a Bolívia. Copa do Mundo começa contra a Bolívia. Tem total condição de servir a seleção olímpica e a principal. Gerson vai ter chance? Vai ter chance de ser convocado novamente. Está numa fase esplendorosa. De repente em junho, na próxima convocação, vai estar na principal ou na olímpica -, encerrou.

Em dezembro, quando ainda estava em Doha, no Qatar, para a disputa do Mundial de Clubes, Gerson foi consultado pela CBF sobre a possibilidade de ser chamado para a disputa do pré-olímpico. O meio-campista agradeceu a lembrança, mas pediu para ser poupado, pois estava precisando descansar. A CBF atendeu ao desejo do atleta, mas demonstrou certo incômodo com o fato. Cotado para ir à Seleção principal, o jogador foi deixado de lado até mesmo pela Seleção olímpica.

FONETE: colunadofla

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui