Willian Arão comenta grande fase na carreira e projeta chance na Seleção Brasileira

O Flamengo vive um bom momento desde a chegada de Jorge Jesus. Desde então, foram cinco títulos conquistados: Brasileiro, Libertadores, Supercopa do Brasil, Taça Guanabara e Recopa Sul-Americana. Um atleta que subiu de ‘patamar’ com a mudança de treinador, foi o volante Willian Arão. O atleta passou a ser fundamental no elenco Rubro-Negro e, com a boa fase que vive, ele disse que essa é a ocasião de pensar na Seleção Brasileira, pois o Mais Querido dá condições e vitrine para que seus jogadores sejam vistos.

– Se eu não pensar em seleção agora… Ganhando tudo, a gente jogando no maior clube hoje no Brasil, porque a gente tem ganhado tudo, não digo só em resultado, mas em torcida também nem se fala; Depois, as apresentações que a gente vem fazendo, depois de individualmente, claro, também propriamente contra o Liverpool na final do Mundial, porque a gente tem muito aquele pensamento de “a gente não sabe se um time brasileiro vai chegar lá e jogar e igual pra igual com times lá de fora” e a gente provou que não, a gente jogou de igual pra igual com eles. É claro que tivemos dificuldades, como todo mundo tem, declarou.

Analisando especificamente a atuação do Flamengo no Mundial em 2019, contra o Liverpool, Arão destacou que o desgaste físico da equipe Rubro-Negra pode ter sido um fator determinante para o resultado da partida (1 a 0 para os ingleses).

– É considerável (parte física/o numero de jogos), é muito jogo que a gente tem aqui (no Brasil). É quarta e sábado. A gente está quarta e sábado praticamente desde que a gente começou. A gente começou depois de quatro jogos da taça Guanabara e, mesmo assim, a gente não para. Quarta e sábado, final atrás de final, jogo decisivo, clássico toda hora. Você não tem como olhar aquele jogo e falar “po, esse daqui a gente vai fazer treino 10 minutos, 15 e depois a gente vai controlar”. Não tem como. E a gente vai no limite todo jogo. Pode ser q tenha sido um fator determinante, mas eu acho q a gente jogou bem também. Teve chance e empatar o jogo, teve chance e fazer o gol. A gente viu algumas imagens depois e tivemos chances. Quando estava 0 a 0 a gente teve uma chance também com o Gabriel. A gente fez uma jogada ensaiada num escanteio, onde o arrascaeta tocou pro Gabriel dentro da área e não sei se foi Alisson ou um zagueiro que tirou, disse.

Arão desfalcará o Flamengo na partida desta quarta-feira (04), contra o Junior Barranquilla, na estreia do Mais Querido na Libertadores 2020. O volante foi expulso na disputa da Recopa Sul-Americana e, por ser uma competição organizada também pela Conmebol, o atleta terá que cumprir a suspensão na Libertadores. Outros atletas que não estarão à disposição do Mister para o duelo são Bruno Henrique, Rodrigo Caio e Rafinha, todos lesionados. O confronto entre Fla e Barranquilla está marcado para as 21h30 (horário de Brasília) e acontece na Colômbia, com transmissão da Globo.

Fonte: Coluna do Flamengo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui