Landim diz que precisa “acertar detalhes” por renovação de Jorge Jesus: “Ele quer ser campeão mundial pelo Flamengo”

O Flamengo iniciou 2020 praticamente do mesmo jeito que terminou a temporada passada: conquistando títulos. Neste início de ano, as três taças disputadas até o momento já foram conquistadas – Supercopa do Brasil, Taça Guanabara e Recopa Sul-Americana -, mas em 2019 o ano acabou com o vice-campeonato Mundial, após a derrota para o Liverpool. No que depender de Jorge Jesus, no entanto, o clube rubro-negro voltará a disputar a final da competição em dezembro, o que pode dar pistas sobre o futuro do técnico português, que negocia sua renovação.

Em entrevista ao canal “Que Partidazo”, do Youtube, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, falou sobre as negociações para a renovação do treinador português, que tem contrato apenas até o fim do primeiro semestre da temporada.

Prazo (para a renovação) tem porque a gente tem contrato até o final de maio, mas nós estamos conversando. Já conversamos com ele e as conversas estão evoluindo bem. Ele já deixou claro que ele quer permanecer no Flamengo e, independente de qualquer coisa, tem objetivo muito claro de se tornar campeão mundial pelo Flamengo. E o Flamengo também quer tê-lo trabalhando no Flamengo. O que a gente precisa acertar são mais os detalhes, que sempre demoram um pouco mais de tempo”, explicou Landim.

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

CONFIRA OUTROS TRECHOS DA ENTREVISTA:

LIBERTADORES 2020:

— Sempre tem preocupação com a Libertadores. A Libertadores é uma competição completamente diferente, onde envolve vários fatores externos, estádios de qualidades completamente distintas, viagens longas e cansativas, às vezes altitude, ambientes hostis e gramados completamente diferentes. As pessoas comparam com a Champions League, mas é outra coisa, a Champions tem gramados todos iguais, aquele tapete verde, não existe o problema da altitude e do estádio ruim. Por isso tudo eu acho que a Libertadores é uma competição que, psicologicamente, os clubes precisam estar preparados para ela.

FLAMENGO VIROU “META” PARA OS RIVAIS:

— Realmente a campanha que o Flamengo fez no ano passado, notadamente depois da parada da Copa América, foi uma campanha excepcional, a ponto da gente chegar ao final do Campeonato Brasileiro com 90 pontos, mesmo tendo saído de uma situação onde nós estávamos vários pontos atrás. Então ficou essa história de que o Flamengo é o time a ser batido. Nós ainda conseguimos manter o elenco e trouxemos outros jogadores, por isso o Flamengo é visto como adversário de todos os grandes clubes. Ficou uma referência, mas isso não é ruim, isso é ótimo para o futebol brasileiro. Você ter um clube que teve um grande desempenho estimula os demais times a querer melhorar também, e isso foi um dos benefícios paralelos que o Flamengo trouxe para o futebol.

Inscreva-se no canal do Youtube!
Siga o Flainfo também no Instagram

Torcedores: Danielle Barbosa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui