Expulso na decisão da Recopa, Arão tem defesa enviada pelo Flamengo à Conmebol

O Flamengo enviou, nesta segunda-feira (02), a defesa de Willian Arão, expulso na partida contra o Independiente Del Valle, pela Recopa, para a Unidade Disciplinar da Conmebol. Por conta da expulsão, o volante será desfalque na partida desta quarta-feira (04), pela estreia da Libertadores. Com a defesa, a ideia do Mais Querido é ‘minimizar’ a pena do jogador, para que ele não desfalque o Rubro-Negro nas demais partidas da fase de grupos.

Segundo divulgado pelo Jornal Extra, o jurídico do Flamengo usou o histórico disciplinar de Willian Arão, a reação dele na partida – demonstrando a não intenção na falta -, e a continuidade do atleta atingido na partida, como argumentos de defesa para evitar uma punição maior.

O volante foi expulso aos 23 minutos do primeiro tempo da decisão da Recopa, por ‘jogo brusco grave’. O árbitro Fernando Rapallini havia punido Arão apenas com o cartão amarelo e, com a interferência do VAR, alterou a decisão para cartão vermelho. Dois dias após o confronto, a Conmebol divulgou os áudios da cabine de vídeo.

Atual campeão da Copa Libertadores da América, o Flamengo vai estrear na competição nesta quarta-feira (04), contra o Junior de Barranquilla. O embate será disputado na Colômbia, às 21h30 (horário de Brasília). Além de Willian Arão, o Rubro-Negro terá outros três desfalques importantes: Rodrigo Caio, Rafinha e Bruno Henrique, que se recuperam de lesão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui