Comentarista diz que nenhum jogador brasileiro faz gols como o Gabigol: “Nem Jesus, nem Firmino e nem ninguém no planeta terra”

Foto: Guito Moreto

Após uma semana de futebol com direito a hat-trick de Gabigol pelo Flamengo e uma atuação de gala de Gabriel Jesus contra o Real Madrid, pela Champions League, em pleno Santiago Bernabéu, era impossível evitar as comparações entre os dois jogadores e a missão do técnico Tite para conseguir convocar quem vive uma melhor fase para o ataque da seleção brasileira.

Durante o podcast Posse de Bola, do UOL Esporte, nesta segunda-feira (02), o jornalista Arnaldo Ribeiro voltou a destacar a qualidade de Gabigol e o poder de finalização do camisa 9 do Flamengo, inclusive, em comparação com outros jogadores frequentemente convocados por Tite.

“Nem Gabriel Jesus, nem Roberto Firmino e nem ninguém no planeta terra, brasileiro nascido em território nacional, faz gols como o Gabigol. Não tem nenhum jogador assim, então, para mim, o Gabigol tem que jogar. É o Gabigol e mais 10. Nenhum jogador brasileiro faz gols como o Gabigol. Pode ser na Europa, na China ou na África. O Bruno Henrique tem três ou quatro caras do nível dele na Europa, o Gabigol não tem. O Gabigol é especial”, disse Arnaldo Ribeiro.

“O Gabigol, de fato, ele finaliza muito melhor que o Gabriel Jesus. A diferença é que o Gabriel Jesus participa mais do jogo quando o time não tem a bola. Ele é mais ‘operário’ que o Gabigol. Ele não gosta de jogar como centroavante e não se sente tão bem. Ele não vai nunca disputar posição com o Aguero, que é mais homem de área”, avaliou Mauro Cezar Pereira.

ELOGIOS AO FLAMENGO B:

Além de Gabigol, quem também recebeu elogios foi o elenco do Flamengo, que no final de semana, apenas com o camisa 9 e Willian Arão entre os titulares, goleou a Cabofriense pela rodada do Campeonato Carioca.

O Flamengo está mostrando que tem banco o suficiente para segurar até a seleção brasileira. Mas eu acho que o que que pode atrapalhar o Flamengo são brigas internas do Flamengo, as vaidades humanas. Não tenho dúvida alguma que o time B do Flamengo disputa o Campeonato Brasileiro com qualquer time, exceção feita ao time titular, mas mesmo o time titular vai ter dificuldade em vencê-lo”, avaliou Juca Kfouri.

“Fica bem claro que quem tem a oportunidade de jogar, está tentando utilizar o máximo para tentar jogar no time principal. Se não, não joga, vai ficar para trás. A concorrência é muito grande e foi um jogo legal até de ver, um time interessado, sem aquela acomodação”, acrescentou Mauro Cezar.

Torcedores / Danielle Barbosa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, insira seu comentário!
Por favor insira o seu nome aqui