Antes de tudo, perdão pela ausência por motivos de força menor por aqui. Virose derrubou como nunca. Ou como o Flamengo que não tem rival na cidade, no estado, no país e na América. Titular ou reserva. 

O que fez contra o ótimo Independiente del Valle no Maracanã, com um Arão a menos desde os 23 minutos (quando já estava 1 a 0 depois de grotesco erro defensivo equatoriano – também causado pelo provável temor dos rivais pelo poderio rubro-negro), mostra o nível de concentração e superação da equipe.

O mais bacana de ver no Flamengo desde o ano passado é a beleza de seu  jogo. A plástica de suas jogadas. A arquitetura delas. Repare: poucos dos muitos gols do time de JJ não são bonitos. Seja pela velocidade, agilidade, troca de passes, troca de posições, técnica, habilidade, intensidade, tem dado gosto de ver esse time.

Por: Mauro Beting / Esporte interativo